Três dicas para higienizar o sofá em casa nesta quarentena

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   

Com mais tempo dentro de casa, o sofá se tornou novamente um protagonista para muitas famílias. Além de ser um importante item decorativo, ele deve ser confortável e principalmente limpo. A proliferação dos ácaros e micro-organismos, responsáveis por causar diversas doenças alérgicas como rinite, asma alérgica e dermatite atópica, também é uma questão. Por se alimentarem de escamas de pele humana e de animais, essa praga doméstica costuma habitar camas, sofás, tapetes e cortinas.

Divulgação

Bianca Amaral, diretora da startup brasileira de soluções de manutenção de casa e automóveis, a TempoTem, explica que caso o morador tenha animais, crianças ou um histórico alérgico, é recomendado uma higienização profunda com um profissional a cada seis meses. "Mesmo seguindo as recomendações, uma limpeza profunda é necessária para eliminar as sujeiras que não são visíveis e também outras manchas, assim como a poeira que estiver impregnada na trama do tecido”, explica. Mas algumas atitudes podem deixar o sofá com cara de novo.

Retire toda a poeira

A melhor e principal forma de limpar tanto os sofás, como os colchões, travesseiros, cortinas, tapetes ou carpetes é retirar toda a poeira com a ajuda de um aspirador de pó. As partículas de poeira, assim como os ácaros, não podem ser vistas a olho nu, por isso, criar uma rotina de aspiração é uma forma eficaz para manter tudo limpo.

Tipos de limpeza

Há dois principais tipos de limpeza: à seco e a lavagem normal. Com a chegada do outono, Bianca Amaral explica que o cuidado com a quantidade de água utilizada deve ser redobrado. "A lavagem à seco depende de um aparelho profissional, mas para quem faz em casa, deve ter cuidado rigoroso com a secagem. Um ambiente com umidade acima de 60% favorece a proliferação de ácaros e micro-organismos. A umidade pode ser ainda pior do que a sujeira! ”, explica a diretora.

Produtos Proibidos

Utilizar produtos com cloro, sabão em pó, coco ou água sanitária podem danificar o tecido do sofá de maneira permanente, por isso, ao optar por receitas caseiras, é bom ficar de olho nos produtos indicados. A diretora da TempoTem afirma que é normal ficar inseguro com tantas receitas disponíveis na internet, mas que na dúvida, o melhor é optar pelo detergente líquido neutro ou um produto que seja específico para estofado. "Antes da limpeza, é preciso identificar o tecido e qual técnica e produto é mais indicado”, conta Bianca.

Por fim, é possível também adotar alguns hábitos para manter o sofá limpo por mais tempo: evitar colocar calçados sujos e animais de estimação no móvel, utilizar uma capa protetora, não fazer refeições sentado ou realizar uma impermeabilização, serviço que consiste na aplicação de um produto que protege as fibras do tecido, criando uma camada protetora contra líquidos e sujeira. O processo de impermeabilização só pode ser feito por um profissional e após uma higienização profunda.

Conteúdo relacionado: