Veja dicas para organizar e aproveitar melhor o 13º

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   

Com a proximidade do fim do ano, muitos brasileiros esperam ansiosamente pelo pagamento do 13º salário. O benefício de quem trabalha com carteira assinada é utilizado geralmente para comprar presentes, fazer viagens e também na compra do material escolar dos filhos. Parte desse dinheiro fica comprometido com inúmeras parcelas para o próximo ano, inclusive de empréstimos, quando poderia ser investido em outras áreas.

Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Dora Ramos, consultora financeira e CEO da Fharos Contabilidade, explica que é possível fazer muitas coisas com esse dinheiro extra. A profissional recomenda que, assim que o trabalhador recebe o 13º, é necessário priorizar as dívidas e parcelamentos que tenham sido feitos durante o ano e, posteriormente, pensar em investir e vê-lo render a longo prazo.

Por lei, podem receber o benefício pessoas que receberam durante o ano: aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-reclusão, auxílio-acidente e salário-maternidade. Para quem não tem pendencias financeiras, o ideal é juntar o dinheiro recebido e quitar o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) por exemplo, e aproveitar o desconto do pagamento à vista, ou investir.

Dora reforça algumas dicas que podem ajudar a se organizar financeiramente quando receber o benefício e melhor aproveitá-lo:

Organize-se - Se houver contas em atraso, como as de cartão de crédito e cheque especial, priorize-as no momento de organizar as finanças e quite.

Economize - Caso não possua dívidas, aproveite para juntar o dinheiro extra e utilizá-lo de acordo com o seu próprio planejamento financeiro.

Invista - Pense além da caderneta de poupança para fazer o seu dinheiro render. Existem muitos meios mais rentáveis nos dias de hoje. Aproveite a oportunidade na próxima vez em que for ao banco e consulte o seu gerente para, juntos, analisarem o melhor meio para investir a quantia.

Reserve - Criar um fundo de emergências para imprevistos com o 13º pode ser uma ótima opção para quem não tem o hábito de guardar dinheiro. Se você não possui pendencias financeiras, deixar uma parte do dinheiro guardada pode ser sinônimo de segurança e tranquilidade.

Planeje - Aproveite a oportunidade de alívio financeiro para executar o seu planejamento para o próximo ano. Dessa forma, seu 13º de 2020 será muito melhor aproveitado. Além de quitar ou negociar suas dívidas, organize suas despesas de forma a pagar as contas e fazer uma reserva ao longo do ano. Quando suas finanças estão organizadas, você tem menos preocupações e estresse.

Conteúdo relacionado: