Conheça a intradermoterapia, técnica indicada para promover beleza corporal

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   

Sentir-se bem consigo mesmo e cuidar da autoestima é, também, sinônimo de ser saudável. No Brasil, o mercado da estética cresce a cada ano.

iStock

São tantas as novidades em tratamentos e opções de profissionais que é difícil escolher a melhor qualidade em serviço. Em Porto Alegre, Paula Sica, farmacêutica especializada em saúde estética, mostra em sua clínica o que há de mais qualificado em procedimentos.

Para a saúde, Paula ressalta a importância de cuidar do interior do corpo como auxílio para tratar o que incomoda externamente. "Antes de qualquer procedimento estético, é importante que façamos uma análise do quadro de saúde do paciente, chamado de anamnese, para conhecer o seu histórico, se faz uso de alguma medicação, se já realizou algum procedimento cirúrgico, verificar os exames laboratoriais, entre outros para, então, encontrar o melhor tratamento”.

Os intradérmicos

Dentre os procedimentos estéticos disponíveis no mercado hoje encontram-se os fármacos intradérmicos, que tratam as partes corporal, facial e capilar. A intradermoterapia (ou mesoterapia), revela Paula Sica, é um dos tratamentos mais indicados para a flacidez, a celulite e a gordura localizada.

"No verão ou inverno, não há contraindicações no uso desse tratamento, desde que a pessoa, ao se expor ao sol, utilize proteção solar. O tratamento oferece vários resultados com a ajuda do paciente, que deve beber bastante água, manter uma alimentação balanceada e fazer exercícios físicos", diz Paula.

A aplicação dos fármacos ou ativos ocorre através de injeções diretamente o local a ser tratado. Por exemplo, na questão da gordura localizada, o procedimento intradérmico vai direto na gordura.

Paula diz que cada ativo intradérmico tem uma função, seja diminuir a gordura localizada, a flacidez, a celulite, tratar as estrias, tirar manchas, hidratar, suavizar rugas e estimular a reconstrução capilar, dentre outras. Também pode ser usado para preparar a pele para potencializar os resultados combinados a outros tratamentos.

"A respeito da relação custo-benefício, é uma ótima e eficaz técnica, necessitando em alguns casos poucas sessões para a obtenção dos resultados desejados", observa Sica.

O organismo do paciente é que vai determinar a quantidade de aplicações necessárias. Contudo, uma sessão por vezes é o suficiente dependendo do caso. Cada sessão requer o investimento de R$ 180,00 a R$ 500,00, dependendo do tipo de tratamento a ser realizado.

"A intradermoterapia está bastante consolidada já no Brasil e cumpre com o nosso propósito: ver a felicidade das minhas pacientes e o maior retorno que temos aqui no consultório, depois do tratamento. Vejo elas transformam as suas vidas, aumentando a autoestima e ficando mais seguras de si”, finaliza Paula Sica ao comentar sobre os resultados da técnica.

Conteúdo relacionado: