Veja como cuidar da pele seca e ressecada no inverno

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   
Reprodução/Curology/Unsplash

Aquele friozinho gostoso de inverno, que dá para aproveitar debaixo das cobertas, é também um fator que deixa a pele mais seca e irritada.

Durante a estação, por causa das temperaturas mais baixas, ventos frios e clima seco, o corpo perde sua umidade natural, deixando a barreira cutânea protetora fragilizada. A pele ressecada e com marcas de irritação é um problema agravado nos meses mais gelados, mas isso é algo que pode ser contornável.

Entre os conselhos clássicos dos dermatologistas para o inverno estão evitar banhos longos e quentes, aumentar a ingestão de líquidos e não usar buchas e esfoliantes em excesso.

"Essas são atitudes que protegem nossa pele, mas é necessário pensarmos em sua recuperação quando agredida", explica a médica Daniela Pimentel, integrante da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia). "Para isso, podemos investir em um bom hidratante corporal, com as indicações propícias para cada tipo de pele."

A importância de manter a pele hidratada se dá pelo fato de o manto hidrolipídico - localizado na camada superficial do corpo e composto por proteínas, substâncias hidrossolúveis e lipídeos - protegê-la de agressores externos.

"Além de deixar a pele com aparência opaca e sensibilizada, o ressecamento contribui para o surgimento de vermelhidões e coceiras e para o envelhecimento precoce", comenta a dermatologista.

A hidratação depende das características de cada indivíduo, afirma a médica dermatologista.

"É fundamental analisar caso a caso e dedicar cuidados específicos para cada região do nosso corpo", indica Daniela. O tipo de creme ou loção escolhido e recomendado por um profissional especializado deve conter substâncias calmantes e hidratantes na sua composição, com o objetivo de repor a água perdida pela derme.

Conteúdo relacionado: