Cuidados com a higienização de óculos e lentes de contato devem ser redobrados

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   

Quem usa óculos já parou para pensar em como e com qual frequência deve higienizá-los nesse período de pandemia do novo coronavírus?

Reprodução/Pixabay

Segundo o oftalmologista André Borba, especialista em oculoplástica, exatamente por estar o tempo todo no nosso rosto, os óculos precisam sim de um cuidado especial.

"O ideal é limpar os óculos de duas a três vezes ao dia, principalmente para aqueles que precisam continuar saindo de casa e tendo contato com outras pessoas”, afirma.

A recomendação inicial é a de fazer a higienização com água e detergente. Na hora de secar, utilize uma flanela ou papel toalha bem macio para não riscar as lentes.

"É válido também usar álcool 70% nas hastes. Quando sair de casa e utilizar transporte público, elevador, ir à farmácia ou ao supermercado é preciso evitar levar a mão tanto ao rosto quando aos óculos porque eles também se transformam em um ponto de contaminação, assim como o celular”, enfatiza o especialista.

É importante evitar também o hábito de colocar os óculos sobre a cabeça, pendurar na roupa ou apoiar em diversas superfícies.

"Em tempos de pandemia, os óculos servem, inclusive, como um tipo de barreira de proteção que impede que o vírus entre em contato imediato com os olhos. Contudo, nada adianta se não mantivermos uma higiene adequada”, complementa o oftalmologista.

Para quem utiliza lentes de contato a atenção deve ser redobrada. As mãos e o rosto precisam estar totalmente limpos antes de retirá-las ou colocá-las.

"Se for possível, nesse tempo de quarentena, opte pelo uso dos óculos para não correr risco de contaminação no manuseio das lentes de contato. No entanto, caso não seja possível é indispensável continuar utilizando a solução própria para cada tipo de lente, seja ela rígida ou gelatinosa e intensificar a limpeza das mãos na hora de utilizá-las”, finaliza.

Conteúdo relacionado: