Dieta cetogênica: conheça o que é e quais os benefícios e malefícios

por Caroline Knup - Estagiária*
   
Reprodução/Pixabay

A redução de carboidratos é uma das principais estratégias para perder peso. As dietas conhecidas como low carb são famosas e consistem na diminuição de ingestão de alimentos enriquecidos com este nutriente, como a farinha branca e o arroz.

Baseado nessa premissa, a dieta cetogênica surge como uma opção para aqueles que buscam perder peso. "A dieta cetogênica nada mais é do que uma estratégia nutricional rica em gordura, adequada em proteína e com baixíssima ingestão de carboidratos", explica Rafaela Pistori, nutricionista clínica de Londrina.

O objetivo principal dessa estratégia é a perda de peso e, para isso, conforme pontua Pistori, a dieta faz com que organismo utilize gorduras para produzir energias, que ocorre por meio da produção de corpos cetônicos - o que dá nome à estratégia alimentar.

"Quando a oferta de carboidratos é pequena, o corpo precisa utilizar fontes de gordura como energia, o que é chamado de quadro de cetose. O corpo utiliza ácidos graxos para produzir os corpos cetônicos, que, por sua vez, conseguem fornecer energia suficiente para manter o corpo em adequado funcionamento mesmo com a falta de carboidratos", conta a especialista.

Assim como todas as estratégias de emagrecimento, a dieta cetogênica precisa ser feita em conjunto com um profissional nutricionista, já que oferece benefícios e malefícios, que devem ser avaliados com cautela.

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR POR

Conheça os riscos da dieta low carb para a saúde

Funciona? Conheça os mitos da alimentação low carb

Os principais alimentos permitidos na estratégia cetogênica são fontes de gordura e de proteína, como carne vermelha, peixes, manteiga e queijos. Em contrapartida, os alimentos menos recomendados para quem busca perder peso com essa dieta são as fontes de carboidrato, como pães brancos, arroz branco e massas.

Conforme explica Pistori, estudos recentes mostram que indivíduos adaptados à estratégia cetogênica podem usufruir de diversos benefícios. "Por conter baixa carga glicêmica e, com isso, reduzir os níveis de insulina, a dieta cetogênica pode trazer benefícios no tratamento de várias patologias, como epilepsia, obesidade, diabetes, dislipidemia e hipertensão", aponta.

Além disso, a nutricionista afirma que a dieta cetogênica auxilia na perda de gordura corporal. "Basicamente, o que acontece nessa estratégia é que o corpo obtém energia por meio de fontes de gordura e, para isso, não usa somente as gorduras provenientes da alimentação, mas também a gordura corporal estocada."

Apesar de apresentar benefícios, a estratégia cetogênica possui malefícios e contraindicações. Por isso, a nutricionista reforça a necessidade do acompanhamento com um profissional especialista. As consultas com o nutricionista ajudam o profissional a definir se a dieta é ou não indicada para o paciente.

"De forma geral, os pacientes relatam que, nos primeiros dias da dieta cetogênica, é comum sentir cansaço, falta de energia, irritabilidade e dor de cabeça. A esse período nós damos o nome de 'cetoadaptação', que é quando corpo está produzindo os corpos cetônicos, mas ainda não consegue utilizá-los de forma satisfatória", explica Pistori.

Diante de benefícios e malefícios, o ideal é que o paciente busque orientação de um especialista, que deve avaliar se a dieta cetogênica é a melhor estratégia para a perda de peso.

*Sob supervisão de Larissa Ayumi Sato.

Conteúdo relacionado: