Veja dicas para cuidar da joanete sem sair de casa

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   

O Hállux Valgus, popularmente conhecido como ‘joanete’, é caracterizado por saliências ósseas geralmente no hálux (dedão do pé), e leva a uma alteração tanto na estabilidade estrutural como postural dos pés, podendo ou não estar associada a outros problemas na mesma região.

Reprodução/Pixabay

A deformidade é mais frequente em mulheres, que tem a frente do pé mais alargada e a planta do pé achatada, e ocorre quase que exclusivamente em pessoas que usam sapatos inadequados.

"Existe uma relação com o uso de calçados como os com bicos apertados e saltos altos por exemplo, mas também há causas secundárias para o problema, como a genética, já que podem ser herdadas do pai ou da mãe. Normalmente doem quando o calçado aperta e faz atrito no local”, explica a podóloga Malu Pinheiro, coordenadora técnica da Doctor Feet, maior rede de podologia do Brasil.

Abaixo, a profissional dá algumas dicas e passa a receita de um escalda-pés para ajudar a amenizar a dor e desconforto de quem já tem a joanete.

• Use protetores para joanetes, diminuindo assim o atrito na área;

• Use palmilhas ortopédicas;

• Faça compressas de gelo, o que proporciona alívio local;

• Use corretores para joanetes (diurnos e noturnos);

• Mantenha a área sempre hidratada, evitando assim surgimento de calosidade no local;

• Fazer escalda-pés.

Receita de escalda-pés

Ao menos uma vez por semana por 20 minutos, coloque os pés em uma bacia de água morna com algumas gotas e óleo essencial de gerânio, que tem ação anti-inflamatória e combate a fadiga. A água morna ajuda a melhorar o desempenho das articulações e alivia dores.