Vitamina D: entenda a importância na defesa do organismo

por Caroline Knup - Estagiária*
   

Em meio à pandemia do novo coronavírus, é preciso que as pessoas estejam atentas à saúde. Além da covid-19, outras doenças também têm causado mortes, como a dengue e o sarampo. Para que os índices de saúde estejam em dia, é necessário cuidar da ingestão de nutrientes, como as proteínas e, principalmente, as vitaminas.

Reprodução/Pixabay

A vitamina D é um dos nutrientes necessários à saúde humana, uma vez que muitos estudos já mostraram que ela tem papel essencial na saúde óssea e na imunidade do organismo, uma vez que possui ação imunomoduladora, conforme apontado por Renato Leça, nutrólogo e pesquisador sobre vitamina D da Faculdade de Medicina do ABC.

De acordo com Rubens Pontello, médico dermatologista, a vitamina D está presente em alguns alimentos, bem como pode ser adicionada a outros e está disponível, também, em suplementos dietéticos. Além disso, o especialista aponta que o nutriente é produzido no corpo quando os raios ultravioletas da luz solar atingem a pele.

O dermatologista lembra que hábitos saudáveis são primordiais para a saúde e para o bem-estar. Por isso, indica que é preciso consumir alimentos não-processados, já que possuem altos níveis de nutrientes, vitaminas e minerais. "Peixes gordurosos como salmão, atum e cavala são boas fontes de vitamina D. Pequenas quantidades da vitamina também são encontradas no fígado bovino e em gemas de ovo", explica.

Entretanto, além da alimentação, Pontello aponta que a radiação solar é uma fonte importante para a manutenção dos níveis saudáveis de vitamina D. "Em um país com alta incidência de radiação ultravioleta como o Brasil somos expostos naturalmente, sem necessidade de exposição adicional ao sol", indica o especialista. Apesar dessa necessidade, o médico explica que existem alguns fatores que podem diminuir a capacidade da produção de vitamina D no corpo, como envelhecimento e peles negras e bronzeadas.

O nutriente possui inúmeras funções no organismo humano, conforme aponta Pontello: "a vitamina D promove a absorção de cálcio no intestino e mantém concentrações adequadas de cálcio e fósforo no sangue, permitindo a mineralização normal do osso. Sem vitamina D suficiente, os ossos podem ficar frágeis e quebradiços. Além disso, ela possui outros papeis, como modulação do crescimento celular, funções neuromusculares, imunológicas e redução de inflamação".

Na pandemia de covid-19, o nutrólogo Leça aponta que um estudo italiano realizado na Universidade de Turim mostrou que muitos pacientes infectados pelo novo coronavírus possuíam baixos índices de vitamina D. "A vitamina D em níveis adequados certamente auxilia a manter a resistência do corpo em dia. Isso acontece porque as pessoas ainda não têm anticorpos ao vírus e, por isso, a principal linha de ataque do organismo acontece pela imunidade inata, que é modulada pela vitamina D", finaliza o nutrólogo.

(Com informações de assessoria de imprensa.)

*Sob supervisão de Larissa Ayumi Sato.

Conteúdo relacionado: