Ensino Médio: aprovações e alto desempenho passam pela preparação de alunos e professores

Capacitação e atendimento personalizado são chave do sucesso no Colégio Marista Londrina

por CV Folha
   
Divulgação

Educação com propósito e valores, aliada à excelência no ensino formam não apenas alunos, mas cidadãos aptos a enfrentar os desafios do mundo. E quando o assunto é alto desempenho, os estudantes do Colégio Marista Londrina têm diversos exemplos. Somente neste ano, já são seis aprovações na primeira fase da FUVEST, várias aprovações no curso de Medicina e até a conquista de uma bolsa de estudos na Universidade de Oxford.

Os números também impressionam em provas como as olimpíadas do conhecimento: três alunos representam o colégio na terceira fase da Olimpíada Brasileira de Física e um estudante recebeu menção honrosa na fase nacional da Olimpíada de Química.

Esses bons resultados são uma combinação de esforços de toda a comunidade escolar. De acordo com o coordenador do Ensino Médio do Colégio Marista Londrina, Nilson Douglas Castilho, o segredo para o bom desempenho dos alunos está na preparação e engajamento da equipe docente e técnico pedagógica, atenta às necessidades dos estudantes de forma individualizada. "Cada aluno aprende de forma diferente e isso deve ser levado em conta no momento de aula, mesmo no contexto da pandemia”, explica. Além disso, a formação de professores é uma premissa essencial e recebe investimentos constantes e os resultados são convertidos em números. "Já obtivemos um aumento de 37% no número de aprovações em relação à turma da 3ª série do ano anterior, mesmo antes da UEL e de outros vestibulares ocorrerem. Portanto, a escuta e o diálogo alinhados à excelência acadêmica e disciplina por parte dos alunos são a chave para o sucesso”, analisa Castilho.

Divulgação

Tecnologia a favor do ensino

Mesmo durante a pandemia, um momento desafiador para todos, os professores se redescobriram e rapidamente migraram para o ensino remoto na busca por minimizar os impactos para os estudantes. "Sabemos que o Ensino Médio é uma época crucial na vida dos alunos e por isso todos os colaboradores e professores deram o máximo para minimizar os impactos e até melhorar a relação ensino aprendizagem por meio da tecnologia”, revela. Ele explica que os resultados continuaram avançando mesmo no contexto da pandemia, pois inserir tecnologias na educação significa rever posturas, linguagens e práticas. "O propósito do Marista não é simplesmente transmitir conteúdos. Nosso objetivo é alcançar a aprendizagem e para isso é preciso inovação e muito trabalho. Jamais deixaremos nossa tradição de lado, mas sempre estivemos na vanguarda da educação. Isso é próprio do Marista”.

Divulgação

Projeto de vida em pauta

Em 2021, o objetivo é avançar ainda mais no projeto de vida dos estudantes. Para isso, os professores titulares, responsáveis pelo acompanhamento acadêmico dos alunos, farão orientações de estudos direcionados para os projetos de vida dos estudantes de forma personalizada. Juntos, eles vão traçar metas para os vestibulares e ENEM, assim como organizar maneiras de atingir esses desafios. A principal ferramenta será um planner elaborado pela equipe pedagógica que ajudará os jovens nessa organização e planejamento.

Além disso, foi criado o Centro de Desenvolvimento Acadêmico, um projeto de aulas no contraturno que visa recuperar as aprendizagens e aprofundar conteúdos de alta complexidade para alunos que desejam participar de concursos de alta concorrência.