MUDI da Uem realiza primeira exposição virtual

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   

O MUDI (Museu Dinâmico Interdisciplinar) da UEM (Universidade Estadual de Maringá), promove a partir desta segunda-feira (1), a primeira exposição ‘Vírus mortais que marcaram época’, de forma virtual, mostrando um panorama geral sobre alguns vírus do passado e do presente, que de algum modo, influenciaram e mudaram a história todo o mundo.

Divulgação

O Museu virtual é uma releitura de uma exposição já disponível para visitas presenciais na sede do MUDI. "Em virtude da pandemia do coronavírus e da necessidade de afastamento físico, elaboramos uma versão virtual com o objetivo de oferecer um panorama geral sobre alguns vírus que marcaram a história da humanidade” explica Sônia Trannin de Mello, coordenadora e curadora da exposição.

Os conteúdos foram organizados em páginas, de modo que cada vírus pode ser apreciado e estudado de forma convidativa e dinâmica. As páginas contém links que permitirão aos internautas mais curiosos aprofundar seus conhecimentos, inclusive com informações em tempo real, no Brasil e no Mundo, sobre a pandemia da Covid-19. O material também conta com vídeos, a fim de oferecer mais uma possibilidade de metodologia de aprendizado.

A mostra aborda os vírus Ebola, Coronavírus, Poliomielite, Gripe Suína, Febre Amarela, Varíola, HIV Humano e Gripe Espanhola; suas características, formas de contágio e sintomas.

"A exposição é importante por chamar a atenção para outras epidemias e pandemias virais que tiveram a mesma característica que essa/ou não (Covid-19), e que, com os cuidados corretos e subsequente criação de vacina específica, foram erradicadas ou minimizadas” explica a coordenadora do Museu e organizadora da exposição, Ana Paula Vidotti.

Ainda de acordo com Vidotti, a exposição presencial poderá ser vista após a reabertura do Mudi, que deve acontecer após o fim do período de isolamento social.

Conteúdo relacionado: