UEL define identidade visual do Vestibular 2021

por Redação Bonde com Agência UEL
   
Divulgação

O grupo formado pelos estudantes de design gráfico da Universidade Estadual de Londrina, Gabriel Ribeiro da Silva, Aline Yuri Sato e Lauren Sampaio de Sales, é o responsável pela elaboração da proposta de identidade visual selecionada para o Vestibular 2021 da instituição. O projeto foi criado para o Vestibular 2020 e ficou em segundo lugar no concurso realizado, todo ano, para escolher a identidade visual do concurso. No entanto, por causa da pandemia de Covid-19, a seleção não foi realizada neste anos e optou-se pelo projeto vice-campeão.

"[Ficar em segundo lugar] foi uma coisa muito legal, emocionante. Agora, eu fiquei mais feliz ainda que recebi a notícia, nosso projeto vai ser usado", afirma Gabriel Ribeiro da Silva, em entrevista à Agência UEL.

De acordo com o grupo, a proposta de identidade visual partiu da missão da UEL, da qual selecionaram "algumas palavras-chave, como: diversidade, autonomia e liberdade, usadas como base para o desenvolvimento do projeto”. Conforme os estudantes, para representar a natureza e a diversidade do campus, foram escolhidas folhas das árvores recolhidas no calçadão e usadas como elemento conceitual e estético na elaboração do material de divulgação.

Na proposta são usadas três cores: vermelho, verde e azul. "O vermelho representa a arquitetura do campus e a terra do lugar, que possui alguns desses tons espalhados pelos centros da universidade. O verde representa a natureza do campus e é a cor institucional. O azul, dentre alguns de seus significados, remete ao o conhecimento”, detalham os estudantes.

A estudante Aline Yuri Sato lembra que a proposta foi elaborada com um enfoque maior em cartazes físicos e, agora, sua divulgação será realizada principalmente nos meios digitais. "A ideia dos três cartazes foi desenvolvida pensando neles espalhados pelos locais, funcionando de maneira independente e complementar”. Segundo ela, as folhas representadas nos cartazes procuram uma aproximação com o campus, elemento de muita identidade da UEL. "Essas folhas foram coletadas de diversas plantas encontradas pelo calçadão da Universidade, e depois no laboratório de gravura do Departamento de Artes foram ‘carimbadas’ no papel”.

COMO É A ESCOLHA

A professora Rosane Fonseca Martins, do Departamento de Design, conta que a escolha da identidade visual do vestibular faz parte de um concurso interno, que existe desde 2003, com a participação dos estudantes do terceiro ano do curso. A iniciativa envolve os professores do curso e a Cops (Coordenadoria de Processos Seletivos). "Nós fazemos uma banca somente com os professores e, depois, uma banca com a Cops e aí vai para uma terceira fase, que é o público que seleciona.”

O público votante é composto por estudantes do terceiro ano do ensino médio do Colégio de Aplicação, vinculado à UEL, e de uma escola convidada. Também votam todos os alunos dos cursos de design gráfico e design de moda, vinculados ao Departamento de Design. Os finalistas fazem a defesa oral da proposta, em um evento geral, e os votantes recebem uma cédula para escolher a proposta que mais agrada. A votação elege do 1º ao 3º lugar. (Com Agência UEL)

.