Belo diz ser privilegiado por ter Gracyanne Barbosa como sua mulher

por Sidney Gonçalves do Carmo - Folhapress
   

A quase um mês do Carnaval, Belo já se prepara para acompanhar a mulher, a musa fitness e ex-dançarina Gracyanne Barbosa, à frente da bateria da União da Ilha do Governador, escola de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro.

Reprodução/Instagram

Em conversa com a reportagem, o artista afirma que o Carnaval é um momento especial para a mulher e, por isso, não programa nenhum show no dia em que a esposa desfila na Marquês de Sapucaí.

"Vou acompanhá-la. É uma coisa que coloco como prioridade na minha vida. O único dia em que eu não faço nada é no desfile da minha mulher na União da Ilha", disse Belo, que participou do Ensaio do Parangolé neste domingo (19), em Salvador (BA).

Ele afirmou ainda que terá uma agenda intensa durante o período de Carnaval, passando por cidades como Olinda (PE), Angra (RJ) e até uma viagem para Angola. "Só paro no dia 4 de março."

Ex-dançarina do Tchakabum, Gracyanne Barbosa é rainha de bateria da União da Ilha desde 2018, mas já desfilou também no Salgueiro, Mangueira, Vila Isabel e Paraíso do Tuiuti. A agremiação carioca é a sexta escola a passar pela avenida no Grupo Especial no dia 23 de fevereiro.

Sua forma física e as roupas curtas e justas sempre chamam a atenção dos fãs e, claro, de Belo, que disse não sentir mais tanto ciúme hoje em dia quanto no passado. "Não existe ciúme sadio, mas com a relação você vai aprendendo com a pessoa que está ao seu lado. E isso se torna muito mais leve", diz.

Ele completa: "Mas lógico que eu tenho ciúme da minha esposa, porque sou apaixonado por ela. Mas não tem aquela coisa de roupa muito curta, porque eu sou privilegiado em ter uma mulher daquela. Beleza igual àquela é muito bonita."