Modelo promete US$ 200 mil para fiança de manifestantes antirracistas

por Folhapress
   

A modelo Chrissy Teigen, 34, revelou via Twitter neste sábado (30) que doará US$ 200 mil (cerca de R$ 1 milhão) para pagar a fiança de manifestantes presos em protestos antirracistas nos Estados Unidos.

Reprodução / Instagram

"Estou comprometida a doar US$ 100 mil para pagar a fiança de manifestantes em todo o país", disse a modelo, inicialmente, na rede social. Um internauta lhe respondeu dizendo que ela estaria dando dinheiro para "vândalos e criminosos" e Teigen, então, afirmou: "Eles devem precisar de mais dinheiro, então. Considere US$ 200 mil".

No Instagram, a modelo publicou uma imagem com seu tuíte e disse: "Eu estou com nossos heróis por aí em apoio e solidariedade. Se você não sabe mais o que fazer, toda pequena coisa ajuda. Por favor, veja meus retuítes para links diretos. Silêncio é traição".

Os atos antirracistas começaram como manifestações pacíficas, depois que um homem negro desarmado, George Floyd, morreu sufocado por um policial branco, que ajoelhou sobre o pescoço dele, no chão, em Minneapolis (EUA).

A medida que as manifestações se alastraram pelo país, no entanto, inúmeros embates entre policiais e manifestantes passaram a ser registrados, e lojas foram incendiadas e saqueadas.

Além da capital, Washington, pelo menos 40 cidades americanas decretaram toques de recolher, o que não impediu milhares de manifestantes de voltarem às ruas em meio à pandemia de coronavírus.

Conteúdo relacionado: