Londrina: Ballet encerra primeira etapa de turnê nacional

Companhia paranaense percorre cidades do Nordeste com o Programa Stravinsky e oferece oficina gratuita de dança clássica

por Redação Bonde com assessoria de imprensa
   

Quase trinta dias na estrada, oito cidades visitadas, 14 apresentações, cerca de cinco mil quilômetros percorridos de avião, 12 mil quilômetros de ônibus e muita disposição para levar as duas mais recentes criações do Ballet de Londrina - A Sagração da Primavera e Petrouchka - para a região Nordeste.

Durante o mês de abril, a companhia lotou plateias de Fortaleza (CE), Mossoró (RN), Natal (RN), Recife (PE), Maceió (AL), Aracaju (SE), Camaçari (BA) e Salvador (BA). Tudo ficou registrado num diário de bordo atualizado diariamente na rede social Facebook.

O périplo começou no dia 1º de abril, quando os 12 bailarinos e o diretor Leonardo Ramos embarcaram rumo ao Ceará. Além da viagem de avião do grupo, o coordenador técnico Roberto Rosa e dois motoristas enfrentaram as estradas de ônibus, levando equipamentos e cenários dos espetáculos. Com este veículo, a companhia circulou dentro do Nordeste até o dia 26, quando regressaram da Bahia por transporte aéreo.

Desde a primeira apresentação em Fortaleza, no centenário Theatro José de Alencar, o Ballet de Londrina foi aclamado por um público caloroso, já acostumado a receber a companhia desde a década de 90 e que vem acompanhando a evolução de sua linguagem ao longo destes 20 anos. Os bailarinos dançaram em palcos modernos, como o Teatro Jorge Amado em Salvador, e em casas históricas, como o Teatro Santa Isabel em Recife. "O Santa Isabel é um dos maiores marcos em termos de beleza e tradição do nosso país; é muito tocante sentir o peso da história ao entrar neste espaço", relembra o diretor e coreógrafo Leonardo Ramos.

De acordo com o diretor, a experiência do Ballet nas constantes circulações pelo país facilitou a execução de uma logística complexa como a desta turnê. "Temos a tranquilidade de um grupo já amadurecido ao mesmo tempo em que experimentamos as dificuldades práticas de realização dos espetáculos em cada cidade". Dentre os obstáculos apontados por Ramos está o alto custo de serviços turísticos em um país que se prepara para a Copa do Mundo e o difícil acesso à mídia.

Ainda assim, a receptividade dos veículos jornalísticos foi grande. O Ballet destacou-se nas capas dos principais cadernos de cultura e portais do Nordeste, além de ter espaço garantido em programas de TV e de rádio. "Mais uma vez, colocamos Londrina no circuito de imprensa e fizemos da cidade uma referência em arte lá fora, até mesmo para o público que não costuma ir ao teatro", destaca o diretor.

Além de encenar os dois espetáculos baseados na obra musical do compositor russo Igor Stravinsky, o diretor Leonardo Ramos também ministrou oficina de ballet clássico para bailarinos iniciados em dança contemporânea. É a primeira vez que o Ballet oferece a atividade didática em todas as cidades por onde passa (à exceção de Camaçari). "Tivemos contato com as diferentes formas das pessoas fazerem dança, com o modo com o qual está sendo elaborado o corpo dos bailarinos no país, o que nos propiciou uma troca de experiências muito interessante", afirma.

Diário de bordo - Ao longo do mês de abril, um diário de bordo hospedado na rede social Facebook atualizava internautas de todo o Brasil sobre a circulação nordestina do Ballet de Londrina. No espaço virtual, foram postadas fotos dos teatros, das montagens, dos ensaios e das turmas que participaram das oficinas. A página reuniu ainda reportagens, entrevistas e vídeos de imprensa com a cobertura da turnê.

Aos admiradores do trabalho da companhia, foi possível acompanhar a rotina dos bailarinos e do diretor, e ainda publicar opiniões sobre A Sagração da Primavera e Petrouchka, num canal aberto de diálogo entre artistas e público.

A circulação pelo Nordeste marca o início das comemorações de 20 anos do Ballet de Londrina e foi fruto do Prêmio Funarte Petrobras de Dança Klauss Vianna, com o qual foi contemplado no ano passado. Até o final do ano, estão previstas viagens também para o sudeste e sul do país.