Felipe Neto processa jornalista que o chamou de 'depravado'

por Folhapress
   
Reprodução

"Será processado cível e criminalmente. Muito obrigado, Edu". Foi assim que Felipe Neto, 32, anunciou que vai entrar na justiça contra Gustavo Victorino, 64, da TV Pampa, do Rio Grande do Sul. O jornalista gaúcho se referiu ao influenciador digital como "depravado" e o acusou de pedofilia durante participação no programa Pampas Altitudes.

"Está sendo incensado hoje pela esquerda, pelos moderados para ser um exemplo para jovens. Eu quero ver chegar aqui na direção da Pampa e pedir para rodar seis ou sete vídeos deles [irmãos Neto], duvido que a direção me deixe rodar um deles. Vocês não acreditam no que esse cara diz às crianças. Ele é sim um sujeito que prega relações entre crianças. Ele é, na minha opinião, um depravado. Esse cara tinha que estar na cadeia", disse aos berros Victorino.

A assessoria de Felipe Neto foi procurada pelo F5 para falar sobre as ofensas proferidas pelo jornalista da TV Pampa contra o influenciador. Por meio de nota, foi informada que o youtuber não se pronunciará sobre qualquer acusação, mas que processará todos aqueles que criarem ou compartilharem conteúdo difamando-o.

Ele afirma que não irá se pronunciar publicamente sobre qualquer acusação relacionando sua imagem a crimes, bem como afirmações mentirosas, levianas e irresponsáveis. As medidas tomadas e o desenrolar das mesmas serão realizadas somente através da Justiça, por meio de seus advogados.

Os meios de comunicação não são terra sem lei e há de se ter compromisso e responsabilidade com aquilo que se fala".

Procurado, Gustavo Victorino não se manifestou até a publicação deste conteúdo.

Esta é a segunda vez nesta semana que o nome de Felipe se envolveu em uma polêmica do tipo. Nesta segunda-feira (27) o youtuber foi alvo de fake news que o acusam de incentivar a pedofilia. Uma montagem de um tuíte falso que atribui ao influenciador a frase "criança é que nem doce, eu como escondido" vem sendo compartilhada em diferentes redes sociais, como Facebook e WhatsApp

Felipe afirma que trata-se de uma "mentira nojenta" articulada pela extrema direita para arruinar com a sua reputação. "Todas essas postagens negativas são ataques orquestrados com o único objetivo de destruir reputações, o que comprova o quão inclinados ao ódio, silenciamento e perseguição são os envolvidos. Não preciso nem irei responder ódio com ódio, porque a verdade sempre prevalece", afirmou o influenciador.

Conteúdo relacionado: