Da folia ao descanso, Paraná tem Carnaval para todos os gostos

por AEN-PR
   

Para quem tem samba no pé e quer tirar as fantasias do armário, inclusive as de zumbi, ou prefere aproveitar o feriado prolongado para estreitar o contato com a natureza, o Carnaval do Paraná tem opções para todos os gostos. Do Litoral até o Noroeste, em Tibagi ou Foz do Iguaçu, os dias de folga são um convite e tanto para os bailes e blocos de rua, quanto para conhecer os diversos pontos turísticos do Estado.

A programação completa das atrações carnavalescas estão disponíveis na página da Paraná Turismo. Já o portal Viaje Paraná compila os destinos turísticos do Estado, divididos nas 14 regiões turísticas paranaenses.

"Temos programações carnavalescas em todo o Estado, algumas mais regionais e outras mais abrangentes”, explica a diretora técnica da Paraná Turismo, Isabella Tioqueta. "Da mesma forma, existe uma procura muito grande por pontos turísticos para fugir do ritual do Carnaval. Foz do Iguaçu e Curitiba são os locais mais procurados para um roteiro mais tranquilo”, diz.

CURITIBA

Mesmo assim, a Capital conta com diversas opções para os foliões, desde o desfile das escolas de samba até a Zombie Walk, a marcha de zumbis que se tornou sinônimo do Carnaval curitibano e que está em sua 11a edição. Além dela, o Carnaval Nerd, que acontece no sábado (22), completa o bloco dos alternativos.

Com muito sangue, caveiras e monstros aterrorizantes, a concentração para a Zombie Walk será às 11 horas de domingo (23), na Praça Osório. A partir das 13 horas, a caminhada segue pelo calçadão da Rua XV de Novembro até a Praça Santos Andrade. No local, haverá apresentação dos atletas de futebol americano e cheerleaders do Guardian Saints, show da banda Expresso 42 e uma performance dos zumbis ao som de Thriller, de Michael Jackson, feita pelo grupo Discodance Company.

Passistas e carros alegóricos de 20 escolas de samba de Curitiba desfilam na Avenina Marechal Deodoro no sábado e no domingo. Diversos blocos carnavalescos e o Baile Infantil Curitibinha também passam pela avenida nos dois dias. Confira a programação completa.

No sábado, as crianças poderão aproveitar também o Baile de Carnaval da Seção Infantil da Biblioteca Pública do Paraná. As atividades incluem desfile de fantasias, oficina de confecção de máscaras e uma sessão especial de contação de histórias. O evento acontece a partir das 10 horas, com entrada gratuita.

Para quem quer ficar longe do agito Curitiba também é o lugar. São 27 parques municipais e uma série de espaços culturais para uma imersão na tranquilidade. Veja AQUI os horários de funcionamentos dos museus do Estado.

Além disso, a Linha Turismo da prefeitura, que faz o trajeto entre os cartões-postais da cidade, funciona durante todo o feriado. O valor do percurso completo é de R$ 50,00.

LITORAL

De acordo com a prefeitura de Curitiba, cerca de 50 mil pessoas vão a deixar a cidade de ônibus no feriadão. Grande parte desse público (40%) vai para o Litoral paranaense. E não vão se arrepender, já que as cidades litorâneas contam com uma intensa programação para a folia.

Um dos carnavais mais tradicionais do Estado é o de Antonina, que chega a reunir 150 mil pessoas que não perdem os coloridos desfiles na Avenida do Samba. A programação começa nesta sexta-feira (21), com a entrega da chave da cidade ao Rei Momo e à Rainha do Carnaval, e segue intensa até a terça-feira (3).

São desfiles de blocos folclóricos e carnavalescos, de escolas de samba, baile público para adultos e crianças e o divertido concurso das Escandalosas e das Charmosas. A programação completa está na página da prefeitura.

Antonina e Morretes, cidades-irmãs que guardam a história do Litoral, são também um prato cheio para a gastronomia, com o tradicional barreado e comidas à base de peixes e frutos do mar.

Os passeios em meio à Mata Atlântica, os banhos de rio na Graciosa e as montanhas da Serra do Mar aliam a tranquilidade da natureza com atividades de aventura. Confira AQUI algumas opções nas duas cidades.

As praias de Guaratuba e Matinhos também deixarão muita história de Carnaval para contar, com bandas, bloquinhos e trios elétricos para agitar os foliões, além de atividades voltadas para as crianças. Confira AQUI.

FOZ DO IGUAÇU

As Cataratas do Iguaçu, ponto turístico mais visitado do Paraná, não foge do radar nos turistas no Carnaval. A estimativa do Parque Nacional do Iguaçu é receber pelo menos 40 mil pessoas durante o feriado.

Para além das Cataratas, quem estiver em Foz não pode deixar de visitar outros pontos turísticos da cidade, como o Parque das Aves, a Itaipu Binacional, o Marco das Três Fronteiras e o Templo Budista.

Em Foz tem também o Carnafalls, com uma programação que inclui atrações como o Carnaval da Saudade, o concurso Menina Veneno, Carnaval nos Bairros, Carnaval para Terceira Idade e o Carnafeira.

Nas cidades vizinhas a Foz há também a possibilidade conhecer as prainhas do Lago de Itaipu. As mais estruturadas são as de Santa Terezinha de Itaipu, Santa Helena, Missal e Itaipulândia.

TIBAGI

O Carnaval centenário de Tibagi, que nesse ano completa 120 anos de história, é recheado de atrações e recebe um número de turistas significativo. A festa é gratuita e acontece de sexta a terça-feira na Praça Edmundo Mercer.

Matinê para criançada e para os idosos, shows de bandas regionais e nacionais, roda de samba, concursos e desfile e premiação do corso (carros decorados) são os atrativos tradicionais da festa da cidade.

O folião que for a Tibagi pode conhecer, ainda, uma das paisagens mais bonitas do Paraná. O Parque Estadual do Guartelá abriga o Cânion do Rio Iapó, a Cachoeira da Ponte de Pedra, paredões com pinturas rupestres e os Panelões do Sumidouro, onde é possível tomar banho em verdadeiras banheiras de hidromassagem naturais.

O parque abre das 9h às 16h30, de quarta-feira a domingo e nos feriados nacionais. Para aproveitar bem o passeio, o conselho é chegar de manhã ou logo após o almoço, devido à extensão dos trajetos e do tempo necessário para percorrê-los.

Para confirmar os horários de funcionamento do parque em feriados basta ligar para o Disk Turismo (0800 643 1388). Grupos com mais de 30 pessoas devem ser agendados previamente pelo telefone (42) 98873-8568. Para fazer a trilha de pinturas rupestres é preciso contratar um condutor ou guia de turismo das operadoras da cidade.

Conteúdo relacionado: