BBB 21: Arthur Picoli, ex-Mister Espírito Santo, já foi jogador de futebol e trabalhou na roça

por Folhapress
   
Reprodução/Instagram

O instrutor de crossfit Arthur Picoli, 25, é uma dos primeiros nomes do Big Brother Brasil 21 anunciados na tarde desta terça-feira (19). O atleta se inscreve para o BBB desde a 16ª edição, mas acha que não estava tão preparado para encarar o reality nos anos anteriores.

O anônimo fará parte do time Pipoca. O atleta revela que mulheres e paixões podem o desestabilizar no jogo. "O coração é fraco. Se tiver que me apaixonar por mais de uma, ou mais de uma vez por dia, vou me apaixonar", reflete. Ele está solteiro há cinco anos.

Arthur diz que sempre foi considerado "mauricinho" e com cara de bravo, mas é pura aparência. Ele se considera um doce. Assume ter personalidade forte, mas diz que não levanta a voz em discussões.

Natural de Conduru, no Espírito Santo, ele foi para Goiânia aos 14 anos para iniciar a vida profissional no futebol. Como jogador, passou por clubes como Atlético Goianiense e Ponte Preta, mas algumas lesões impediram sua continuidade no esporte. Seu nome, aliás, foi inspirado no futebol, já que seu pai era fã de Zico (Arthur Antunes Coimbra).

Foi quando decidiu mudar os planos e cursar Educação Física. Deu aulas em escola e, há dois anos, conseguiu realizar o sonho de morar no Rio de Janeiro, onde exerce a profissão atual.

Em 2016, foi Mister Espírito Santo e ficou em sétimo lugar no Mister Brasil.

Antes da trajetória de atleta, trabalhou na roça, foi servente de pedreiro e fez ladrilho de igreja.

Entre seus hobbies, Picolli toca violão, cavaquinho e banjo, e seu gênero favorito é o pagode romântico. Ama videogame e passa as noite jogando.

O programa estreia no próximo dia 25 e terá duração de cem dias. Os concorrentes que entrarão na casa do BBB serão apenas 14, mas a produção escalou uma espécie de banco de reservas para o caso de um ou mais escolhidos testarem positivo

Conteúdo relacionado: