Em alta no São Paulo, Luciano era coadjuvante no Corinthians de Mano e Tite

por Diego Salgado - Folhapress
   
Divulgação

Luciano chegou ao São Paulo com tudo. Em menos de dez dias no clube, o atacante fez dois gols, deu uma assistência e ajudou o time tricolor a somar sete pontos em três jogos. O aproveitamento fez a equipe saltar para a terceira posição do Campeonato Brasileiro.

Em alta no time de Fernando Diniz, Luciano é uma das maiores apostas são-paulinas para vencer o Corinthians neste domingo (30), em clássico válido pela sexta rodada. O duelo, que será no Morumbi, às 11h, pode marcar o reencontro do atacante com o ex-clube -o atleta participou de uma parte do treino de ontem, pois ainda sente dores na panturrilha.

Aos 27 anos e mais maduro, Luciano chegou ao Corinthians no começo da temporada 2014, quando Mano Menezes era o treinador da equipe alvinegra. Como aconteceu no São Paulo, o jogador teve um começo fulminante, com quatro gols nos primeiros três jogos do Paulistão daquele ano (dois gols diante do Comercial, depois de entrar no lugar de Guerrero, e mais dois contra o Linense).

No restante da temporada, mais econômico e como opção do atacante peruano, Luciano foi às redes mais nove vezes. O melhor momento com a camisa corintiana aconteceria num momento chave da temporada 2015, já com Tite no comando do Corinthians.

Luciano ajudou o time alvinegro a assumir a liderança do Brasileirão com gols em três jogos seguidos - o primeiro justamente contra o São Paulo, no Morumbi, em um empate por 1 a 1. Depois, fez dois contra o Sport e mais dois contra o Avaí na reta final do primeiro turno.

A boa fase, porém, foi interrompida por uma grave lesão no joelho, que o afastou dos campos por seis meses. De volta, encontrou dificuldades para mostrar o mesmo rendimento. Em maio de 2016, pouco antes de ser negociado com o Leganés, da Espanha, o atacante chegou a receber dicas de Tite. O treinador disse na ocasião que um jeito de voltar a fazer gols era com tranquilidade, "fazendo o simples".

Depois de passar pelo futebol espanhol, Luciano defendeu o Panathinaikos, da Grécia. De volta ao Brasil, vestiu as camisas de Fluminense e Grêmio. No São Paulo, o atacante estreou com um gol importante contra o Fortaleza, que resultou em empate por 1 a 1 no Morumbi.

Em seguida, diante do Sport, Luciano deu uma assistência para o gol de Pablo na vitória por 1 a 0. Na última quarta-feira, fez um gol de cabeça na vitória pelo mesmo placar sobre o Athletico-PR.

Ficha técnica

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinicius, Diego Costa, Arboleda (Bruno Alves) e Léo Pelé; Tchê Tchê, Hernanes (Luan), Gabriel Sara e Helinho; Luciano (Paulinho Bóia) e Pablo. T.: Fernando Diniz

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Gil, Danilo Avelar, Sidcley; Gabriel (Ederson), Cantillo, Luan (Araos), Mateus Vital (Otero ou Ramiro), Léo Natel; Jô. T.: Tiago Nunes

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)

Horário: 11h deste domingo (30)

Juiz: Flávio Rodrigues de Souza (Fifa/SP)

Conteúdo relacionado: