Ex-BBB Munik Nunes depõe após ser citada pela ex-mulher do jogador Dudu

por Folhapress
   

A modelo e ex-BBB Munik Nunes resolveu depor depois de ter o nome citado pela agora ex-mulher do jogador do Palmeiras Dudu, Mallu Ohana. O atleta e Mallu Ohana travam uma batalha na Justiça. Ela o acusa de agressão e citou o nome de Munik para relembrar uma das brigas entre o casal. A tal briga teria acontecido no Desfile das Campeãs do Carnaval paulista desse ano. Na ocasião, Mallu flagrou Munik com Dudu e os ânimos se exaltaram. Eles ficavam na época, mas não chegaram a namorar.

Instagram/@muniknunes

A delegada havia afirmado que gostaria de chamar a modelo para uma conversa, mas ela resolveu ir antes para deixar tudo às claras. Ela não foi intimada. As informações sobre o rápido affair com Dudu e sobre a ida à polícia foram confirmadas pela reportagem com a assessoria de imprensa da campeã da edição 2016 do BBB.

ENTENDA O CASO

O atacante Dudu, do Palmeiras, foi acusado de agressão por Mallu Ohanna Neves Rodrigues, 29. Casada com o atleta há 11 anos, ela diz que eles estão em processo de separação. Mallu registrou um boletim, por volta da 1h50 do dia 23 de junho, afirmando ter sido agredida pelo atleta às 18h do dia anterior. O jogador nega as acusações. No final da tarde do mesmo dia, Dudu foi à polícia e, na saída, disse ter apresentado sua versão. O atacante afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, estar "absolutamente tranquilo e certo de sua inocência".

Mallu Ohanna afirmou em depoimento que estava em casa, na Barra Funda (zona oeste da capital paulista), quando o atacante a chamou por telefone para ir até a garagem da residência onde ambos ainda moram para pegar um computador.

Ela disse que, ao encontrar Dudu, ele "estaria demonstrando estranheza".

Por isso, segundo Mallu, ela perguntou o que estava acontecendo. Na sequência, ainda de acordo com o relato dela, Dudu ficou ríspido e a agrediu com socos na cabeça e no peito. Segundo Mallu, o jogador também puxou seus cabelos. "Contudo a mesma conseguiu se desvencilhar defendendo-se", diz trecho do boletim.

Conteúdo relacionado: