Luciano marca outra vez, e São Paulo vence Athletico-PR no Morumbi

por Folhapress
   
Rubens Chiri / SPFC

Em uma semana, o atacante Luciano disputou os três primeiros jogos dele pelo São Paulo e foi decisivo em todos. Nesta quarta-feira (26), ele marcou o seu segundo gol com a camisa tricolor e definiu o placar da vitória sobre o Athletico-PR, por 1 a 0, no Morumbi.

Pela primeira vez desde a retomada do futebol depois da paralisação provocada pela pandemia do novo coronavírus, o time tricolor conseguiu duas vitórias consecutivas. Na última rodada, havia derrotado o Sport, por 1 a 0, gol de Pablo com assistência de Luciano.

Assim como em sua estreia, no empate com o Bahia, por 1 a 1, o camisa 11 do São Paulo balançou a rede nesta quarta com um gol de cabeça, já no segundo tempo, etapa em que os donos da casa conseguiram tomar o controle do jogo.

No primeiro tempo, o Athletico criou as principais chances de gol, sobretudo com Geuvânio e Léo Cittadini, que exigiram boas defesas de Tiago Volpi, principal responsável pelo placar ter ficado zerado nos 45 minutos iniciais.

Do outro lado, o goleiro Santos até foi acionado, mas em lances que não exigiram grande esforço. Apesar de ter mais posse de bola, 55% contra 45% do rival, os são-paulinos tiveram dificuldades para passar pela defesa da equipe paranaense.

Depois do intervalo, Fernando Diniz promoveu as entradas de Hernanes e Paulinho Bóia e conseguiu dar mais velocidade e criatividade aos mandantes até chegar ao gol, aos 19 minutos.

Enquanto isso, a equipe comandada por Dorival Junior voltou para a etapa final com um ímpeto ofensivo bem menor e não conseguiu buscar o empate.

Com o resultado, o São Paulo chegou aos 10 pontos e pulou para a terceira posição, com cinco partidas disputadas -está dois atrás do líder Internacional. O Athletico, que sofreu a quarta derrota consecutiva, tem seis pontos em seis jogos.

O duelo desta quarta, antecipado da 11ª rodada, não foi exibido ao vivo por nenhuma emissora de TV ou plataforma de vídeo. Como não havia a presença de torcida no estádio devido à pandemia do coronavírus, os torcedores acompanharam a partida somente pelas rádios.

Na Justiça contra os efeitos da Medida Provisória 984, editada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em junho, que altera direitos de transmissão, a Globo escolheu não mostrar o jogo em TV aberta, apesar de ter o direito, e também não usar a MP em benefício próprio para exibi-lo em TV fechada ou PPV.

A Turner, com quem o Athletico tem contrato para TV fechada, não teria direito à transmissão em qualquer circunstância uma vez que o time paranaense atuou como visitante neste jogo.

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Igor Vinícius, Diego Costa, Léo Pelé, Reinaldo; Tchê Tchê (Liziero), Gabriel Sara (Hernanes), Daniel Alves (Luan); Vitor Bueno (Paulinho Boia), Pablo, Luciano (Igor Gomes). T.: Fernando Diniz

ATHLETICO-PR

Santos; Khellven, Lucas Halter, Pedro Henrique, Abner; Wellington; Richard (Fernando Canesin), Léo Cittadini (Lucho González), Geuvânio (Christian), Pedrinho (Jajá); Bissoli (Vinicius Mingotti). T.: Dorival Jr.

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)

Juiz: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Cartões amarelos: Reinaldo e Igor Vinícius (São Paulo); Pedrinho (Athletico-PR)

Gol: Luciano, aos 19min do segundo tempo

Conteúdo relacionado: