Prefeito de Nova York manda retirar aros das quadras de basquete

por Folhapress
   

Por causa da pandemia de coronavírus, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, resolveu tomar uma medida para evitar que as pessoas saiam às ruas para praticar basquete, um dos esportes mais populares nos Estados Unidos. Ele mandou retirar os aros das quadras públicas.

Freepik

Nos últimos dias, funcionários do departamento de parques da Prefeitura removeram 1.700 aros de quadras em cinco distritos da cidade: Bronx, Brooklyn, Manhattan, Queens e Staten Island. Apareceram imagens nas redes sociais na semana passada de pessoas jogando basquete nesses locais.

"Não vai haver mais partidas porque não vai haver aros. O risco de contágio é claro porque é um esporte de contato", disse de Blasio. Em outras cidades americanas, os aros foram foram bloqueados com pedaços de madeira cruzados, em forma de X. Algumas decidiram simplesmente trancá-las para impedir que as pessoas tivessem acesso.

"Não sabemos quando vamos poder treinar, nem digo jogar. Ninguém sabe nada. Nem sequer sabem se teremos de usar máscaras ou não. É uma loucura", disse o brasileiro Tiago Splitter, ex-jogador e hoje assistente técnico do Brooklyn Nets, equipe da NBA, à rádio Marca, da Espanha.

O estado de Nova York representa quase 40% dos 960 mil casos confirmados de coronavírus nos Estados Unidos e os cerca de 50 mil mortos. A NBA tem dois times na região: o New York Knicks e o Brooklyn Nets. A temporada foi interrompida no último dia 11 de março por causa da pandemia e não há data definida para começar. O mesmo aconteceu com a pré-temporada do beisebol.

Conteúdo relacionado: