Biólogo russo é detido ao tentar embarcar com 200 animais vivos

por Folhapress
   
Reprodução/Pixabay

Um biólogo russo de 35 anos foi detido na manhã desta quarta-feira (20), quando tentava embarcar no aeroporto de Guarulhos (Grande SP) com mais de 200 animais vivos, incluindo peixes, para São Petersburgo, na Rússia. A defesa do estrangeiro não havia sido localizada até a publicação desta reportagem.

Ao todo, foram apreendidos ao menos 50 lagartos, de três espécies diferentes, 50 aranhas, 25 sapos, de cinco espécies diferentes, ao menos 100 invertebrados e também peixes dentro de garrafas de água mineral. Os animais foram encaminhados ao Instituto Butantan.

Segundo o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), o homem levava em suas bagagens, inclusive de mão, animais como aranhas, lagartos, peixes, além de animais invertebrados.

O estrangeiro era monitorado pelo Ibama e pela Receita Federal desde 2017, quando foi detido em Amsterdam, na Holanda, pelo mesmo tipo de crime. Na ocasião, ele estaria transportando animais da fauna brasileira.

De acordo com a investigação, o russo coletou as espécies apreendidas nesta quarta em Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Os animais, segundo o Ibama, seriam comercializados na Rússia. O indivíduo está no Brasil desde dezembro do ano passado.

Ele foi indiciado por crime ambiental e transporte de animais silvestres sem autorização. O caso foi encaminhado à Polícia Federal. Não foi informado se o suspeito iria responder ao caso em liberdade, ou se seria mantido detido.

Conteúdo relacionado: