Confira 6 dicas para deixar seu gato mais protegido em casa

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   

Atualmente, estão surgindo cada vez mais pessoas apaixonadas por gatos e, consequentemente, o número de felinos como pets tem aumentado muito. E dá para entender o porquê desse movimento: eles são charmosos, inteligentes, amorosos, independentes e há quem diga que, inclusive, proporcionam relaxamento, já que o ronronar deles pode ajudar a reduzir o estresse em humanos. A verdade é que existem tantas razões para amar gatos quanto existem gatos no mundo.

Reprodução/Pixabay

Diante desse cenário, tutores de gatos aumentam a cada dia e esse movimento já é pauta de pesquisas que buscam entender o perfil destas pessoas. Uma recente pesquisa realizada pela Mars Petcare, maior empresa de alimentos para pets do mundo e líder global no segmento, com mil tutores de gatos, observou as principais características dos ‘gateiros’.

Os resultados mostraram que as pessoas que gostam de gatos têm mais propensão a serem criativas, com mais chances de trabalhar com áreas que envolvem inovação e criação. Falando sobre entretenimento, os chamados ‘gateiros’ são mais propensos a assistirem documentários, musicais e filmes indie, assim como são mais propensos a desfrutar de hobbies mais leves. A maioria dos tutores de gatos gosta de ler, de escrever e de realizar trabalhos manuais como, por exemplo, jardinagem.

Entretanto, será que todos os amantes de gatos conhecem de fato os cuidados necessários para mantê-los seguros dentro de casa? A Mars Petcare selecionou algumas dicas importantes:

• Fique atento aos fios elétricos que podem despertar a curiosidade dos felinos e, assim causar acidentes, como choques. Caso os aparelhos não estejam em uso, devem ser retirados da tomada;

• Mantenha possíveis saídas e buracos fechados, como portas e janelas, impedindo que eles fujam ou até mesmo que se escondam em locais como máquina de lavar, geladeiras ou mobílias que possuam algum vão;

• Retire do alcance dos felinos objetos de casa com potencial de quebra, com o objetivo de protegê-los de ferimentos com cacos ou pontas afiadas;

• Redobre a atenção com os produtos de limpeza regulares e as plantas cultivadas no ambiente, que muitas vezes são tóxicas para os gatos, como os lírios e as azaleias;

• Tenha brinquedos adequados para os gatos. É preferível que esses não tenham detalhes pequenos que podem ser engolidos pelos felinos;

• Tenha o contato co médico-veterinário em um lugar de fácil acesso, pois, caso ocorra uma emergência, você sabe a quem recorrer rapidamente.

Conteúdo relacionado: