Em casa: veja dicas para manter os pets ativos e saudáveis

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   

É de conhecimento da grande maioria dos tutores os cuidados básicos necessários com os pets no dia a dia: manter o acesso ilimitado à água para que eles possam estar sempre hidratados, assegurar que a alimentação forneça os nutrientes que precisam, visitas regulares ao médico-veterinário e manter uma rotina diária de carinho e exercícios.

Reprodução/Pixabay

Pesquisas do WALTHAM™ Petcare Science Institute, parte da Mars Petcare, mostram que os animais de estimação proporcionam benefícios - físicos e emocionais - tangíveis à saúde dos seres humanos, podendo, inclusive, facilitar a adaptação a períodos difíceis.

Os animais podem agir como "amortecedores de estresse", aliviando o sofrimento associado a experiências provocadoras de ansiedade e ajudando a diminuir a percepção de dor física e emocional.

Neste momento em que muitos tutores estão em casa, por que não aproveitar o tempo para realizar atividades juntos?! Separar um tempo para brincar e se exercitar com os pets é uma maneira de construir uma relação saudável e feliz com eles, reforçando o elo entre tutor e animal. Confira algumas dicas!

Olhando para os cães

• Aconselha-se que eles pratiquem exercícios duas vezes ao dia, sempre respeitando as condições do animal, como porte, raça, idade e questões de saúde preexistentes;

• No momento, é recomendado evitar atividades ao ar livre, mas caso seja necessário para o animal, certifique-se de ir a um ambiente externo por tempo suficiente, seguindo as diretrizes do Governo e mantendo distância de outras pessoas e animais, conforme recomendações de saúde;

• Procure encontrar novas maneiras de brincar dentro de casa: comedouros interativos e brinquedos para ambientes internos podem ajudar a estimular a mente e exercitar o corpo do cão;

• Treinamentos de agilidade e obediência também são uma boa opção para pet e tutor fazerem juntos.

Olhando para os gatos

• As atividades e brincadeiras podem ser voltadas ao instinto natural de caça, típico desses animais. Eles gostam de se esconder e depois "atacar”, sendo assim, esconder o brinquedo que simule uma presa pode ser uma boa maneira de despertar o interesse de brincar nos felinos;

• Brinquedos do tipo varinha, bolinhas e estruturas para arranhar e escalar também são bem-vindos para estimular o gato a se exercitar;

• Uma simples caixa de papelão já é fonte de entretenimento para os felinos;

• Vale lembrar que os gatos ficam entediados rapidamente com brinquedos familiares. Por isso é importante oferecer mais de um tipo, sempre revezando entre eles.

Conteúdo relacionado: