Festas de final de ano e a alimentação dos pets

por Redação Bonde com assessoria de imprensa
   
Pixabay

As festas de final de ano geralmente vem acompanhadas de muita comida para comemorar e, nesse período, é bom relembrar o que os cães e gatos podem ou não podem comer. É comum que, durante as refeições, as pessoas compartilhem um pouco de comida com os pets, mas isso não é recomendado.

Até porque aumentar o número de calorias para além do necessário no dia a dia pode fazer com que o cão ou gato se torne obeso, o que pode implicar em outras questões. A alimentação dos pets tem que ser balanceada para garantir bem-estar e longevidade. Fique atento ao que pode e o que não pode para não prejudicar a saúde do seu pet.

Uva Passa

Nunca para cães e para gatos: as uvas passas podem gerar alguns problemas nos rins em cães, por isso, devem ser evitadas. É comprovado que as uvas passas causam problemas sérios nos rins destes animais.

Cereja

Permitido para cães e gatos: o caroço da cereja contém cianeto, substância tóxica para os animais de estimação. Já o fruto é considerado seguro, então, retire o caroço e ofereça (com moderação) para o seu pet.

Chocolate

Nunca para cães e nem para gatos: Tanto a cafeína, quanto a teobromina, presentes nos chocolates, são tóxicas para cães e gatos. Esse tipo de alimento nunca deve ser oferecido para os pets e vale lembrar que quanto mais escuro for o chocolate, mais perigoso para o animal. As substâncias presentes no chocolate estimulam o sistema nervoso central e podem aumentar o batimento cardíaco, a frequência da respiração e provocar hiperatividade. Além disso, essas substâncias também causam vômito, diarreia, agitação, tremores musculares e até mesmo convulsões. Casos mais graves de intoxicação por chocolate podem levar até mesmo à morte.

Bebidas alcoólicas

Nunca para cães e nem para gatos: bebidas derivadas de uvas, como os vinhos, e com lúpulo, no caso das cervejas, são extremamente tóxicas para os pets. Mesmo um pouco destas bebidas ou alguma outra fermentada pode ser fatal, especialmente para os gatos. Um dos efeitos do álcool em pets é a depressão do sistema nervoso central, ou seja, ele ficam mais apáticos/quietinhos. Além disso, assim como em seres humanos, o álcool pode levar ao aparecimento de vômito, diarreia e desidratação.

Cebola e alho

Nunca para cães e gatos: cebola e alho contém alicina que, para cães e gatos, pode gerar um tipo de anemia, com a destruição de glóbulos vermelhos. Essa intoxicação ocorre de forma gradativa e é preciso ficar bem atento e tomar cuidado com a ingestão desses alimentos.

Conteúdo relacionado: