Saiba como preparar seu pet para os fogos de artifício

por Redação Bonde
   

Os fogos de artifício são comumente usado pelos brasileiros em geral como uma forma de comemoração. No Ano Novo, em especial, eles são soltos e enfeitam o céu com cores e barulhos. Mesmo com a tradição, soltar fogos de artifício pode ser considerado algo negativo, especialmente para os animais, que se assustam e se agitam com o som.

Reprodução/Pixabay

Com o barulho causado pelos fogos, os animais, principalmente cães e gatos, entram em uma espécie de estado de estresse. Com isso, eles ficam desesperados e podem fugir por sacadas, janelas e portas. Não é à toa que a época de final de ano é marcada pelo desaparecimento de vários pets. Além desse malefício, o quadro de estresse pode contribuir para o aparecimento ou para a evolução de alguns problemas de saúde, especialmente os cardíacos.

Infelizmente, muitos municípios ainda não possuem leis específicas contra a solta de fogos. Existe, em alguns locais, determinações que obrigam que estes sejam silenciosos, mas essa não é a realidade da maioria das cidades. Por isso, impedir que os fogos sejam soltos é algo difícil e o ideal é preparar o pet para o momento.

O primeiro passo que deve ser tomado é condicionar o animal ao som, ou seja, cerca de um mês antes das comemorações o dono deve habituar o cachorro ou gato aos sons altos. Uma boa técnica é colocar som de fogos estourando em um aparelho de som enquanto o animal se alimenta e, assim, ele se acostuma com o barulho pouco a pouco.

Uma dica importante para o dia da festa é não levar o pet para um local onde haverá queima de fogos. O ideal nessa situação é que o animal seja deixado em casa e, para isso, todo o imóvel deve estar fechado e preparado para que o animal não fuja no momento de estresse.

Para ajudar o animal a tirar o foco do barulho dos fogos, é possível direcionar a atenção dele para outros sons. Por isso, uma boa dica é colocar a TV no volume alto, ligar ventiladores e outros aparelhos que causem ruídos.

Um ponto muito importante, especialmente se o animal vai ficar sozinho em casa durante a queima de fogos, é que o pet tenha um local de refúgio para se esconder e se sentir seguro. Tudo no espaço deve estar voltado para o conforto do cachorro ou do gato. Para isso, não se esqueça de colocar água, comida e um brinquedo.

A última dica é para aqueles que possuem mais de um animal em casa. Por conta do estresse causado nos pets em decorrência do som, o ideal é que eles sejam mantidos em locais separados. Isso porque, ao ficarem desesperados, podem se envolver em brigas, o que pode causar machucados graves.