Seu cachorro late muito? Veja como deixá-lo mais calmo

por Caroline Knup - Estagiária*
   

Os cachorros são carinhosos e altamente sociáveis. Amados por milhões de brasileiros, são os animais domésticos mais comuns e, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), já são mais de 54 milhões em todo o Brasil.

Reprodução/Pixabay

Apesar de todo o companheirismo, existem alguns cães que incomodam tutores e vizinhos com os latidos. O barulho excessivo pode, inclusive, levar o tutor a levar uma multa caso more em apartamento. Com isso, muitos se perguntam: é possível fazer algo para o cachorro latir menos? E a resposta é: sim, é possível!

Antes de pontuar o que pode ser feito para acalmar o cachorro e reduzir o barulho, é necessário que você saiba que, em algum momento, o animal irá latir. Isso porque é por meio do som que os cães se comunicam com os outros e também com os humanos. Essa é, também, a forma como expressam suas emoções, como raiva, alegria e medo.

Diante desse cenário, cabe ao tutor perceber quando os latidos são naturais e quando são excessivos, o que pode, inclusive, causar problemas para o animal.

Por que os cachorros latem?

Conforme explicado acima, é por meio do latido que os cachorros se comunicam e expressam suas emoções. Por isso, um latido pode ter muitos significados. Existem animais que mudam o latido de acordo com o que querem demonstrar. Por exemplo: existem tutores que conseguem diferenciar o latido que indica medo e o latido de alarme.

Para que você saiba identificar o que está motivando o barulho, estão listadas abaixo as principais razões dos latidos:

• Animação, alegria e/ou felicidade;

• Proteção do território ao notar a presença de pessoas desconhecidas;

• Tédio;

• Alarme e/ou medo;

• Solidão.

Como resolver o problema?

O primeiro passo para auxiliar seu melhor amigo a latir menos é descobrir e atuar diretamente no problema que está causando os latidos. Por isso, você precisa identificar se o cachorro late porque está com fome, com medo ou porque quer brincar.

Ao descobrir o que o animal quer, resolva o problema. Suponha que o cãozinho lata o dia todo porque está se sentindo sozinho. Nesse caso, você precisa deixá-lo com alguém ou em hotel de cachorros para que ele tenham companhia e possa se divertir quando você não estiver por perto.

Se você quer realmente que seu cachorro pare de latir, é importante não gritar com o animal. Isso porque os gritos deixam o cachorro ainda mais alterado, e a consequência pode ser barulhos ainda mais altos e intensos. Ao notar que seu cãozinho late em excesso, defina um limite de latidos e, se ultrapassado, tente corrigir o animal com calma e tranquilidade.

Por fim, a melhor maneira de resolver o problema dos latidos é por meio da prevenção. Neste sentido, você precisa propiciar um ambiente calmo, tranquilo e agradável ao seu melhor amigo de quatro patas. Para isso, escolha um espaço na casa que será apenas do animal. O ambiente deve ter os comedouros e bebedouros do cãozinho, bem como os brinquedos.

O espaço próprio para o animal irá beneficiá-lo em muitos momentos, especialmente quando as visitas chegam. Ao não ter contato com pessoas desconhecidas, o cachorro não irá latir nem se estressar.

(Com informações do site Petz.)

*Sob supervisão de Fernanda Circhia.

Conteúdo relacionado: