Seu gato pode estar incomodado com você na quarentena; saiba agir

por Sílvia Haidar - Folhapress
   

Gatos gostam de rotina. Porém, com o período de quarentena imposto pela pandemia do novo coronavírus, o cotidiano das famílias mudou bastante, com adultos trabalhando em regime de home office e crianças sem aulas.

Reprodução/Pixabay

A movimentação e o barulho da casa cheia podem incomodar os felinos, explica a veterinária Manuela Fischer, parceira da fabricante de alimentos Mars Petcare.

Uma dica para driblar a situação é entreter os bichanos com brincadeiras. "Use caixas de papelão, canetas com ponta de laser, bolinhas de papel, garrafas pet, arranhador, brinquedos e comedouros interativos", diz Manuela. Para que você saiba como agir caso os felinos estejam incomodados, a especialista responde algumas perguntas:

O gato pode se sentir incomodado com muita gente em casa ao mesmo tempo?

Com certeza. Alguns animais ficam irritadiços com a presença mais constante do tutor em casa, podendo até demonstrar agressividade.

Animais que ficam muito tempo sozinhos enquanto os donos trabalham podem estranhar muito o movimento aumentado neste período da quarentena. O melhor a fazer, se o animal estiver estressado e agressivo, é deixá-lo quieto e não ligar som alto ou televisão, pois ele está acostumado com o silêncio. Tentar deixar o ambiente o mais tranquilo possível é a melhor maneira para acalmá-lo.

Se a casa tiver crianças, que agora não estão frequentando as aulas, elas podem incomodar os gatos com as brincadeiras delas? O que fazer também nessa situação?

Crianças não têm a percepção de que os animais não gostam da manipulação excessiva e acabam por perturbá-los. Se isso acontecer, deve-se dar limites às crianças, explicando que o animal pode até machucá-las sem querer.

Outra medida importante é deixar o gato por um período em um cômodo da casa com o qual ele esteja acostumado, onde ele possa pegar sol, olhar a rua pela janela e relaxar.

Na busca por espaço, já que a casa pode estar cheia, posso mudar as tigelas de comida ou as caixas de areia do lugar?

Procure mudar a rotina do gato o mínimo possível. Deixe comedouros e caixas de areia no mesmo lugar. Quanto mais mudanças, mais estranhamento causará ao animal.

Produtos como difusor de feromônios, catnip e essência de baunilha ajudam?

O uso de feromônios pode ter efeito tranquilizante nos gatos e, muito embora sua ação não seja garantida em 100% dos animais, pode-se tentar com todos eles.

A sensibilidade ao catnip é hereditária e, portanto, em alguns animais não tem efeito algum. Já para muitos outros tem ação estimulante, excitatória, o que não é desejado neste momento. Se o animal nunca usou a erva, melhor não introduzi-la no período da quarentena.

Com relação às essências, ainda são desconhecidos efeitos calmantes significativos da aromaterapia em pets. Como não há restrição para o uso, pode-se experimentar e observar os efeitos individuais de cada animal. Procure usar essências suaves, que não sejam muito concentradas.

Quais comportamentos podem indicar que há estresse e que pode ser o momento de procurar um veterinário?

Se o animal estiver fazendo sua higiene adequadamente, utilizando as caixas de areia como de rotina e consumindo pelo menos 75% da sua necessidade diária, não há motivo para preocupação nem ida ao veterinário.

Caso o comportamento esteja muito diferente e o consumo de alimento for inferior a 75% por vários dias, é aconselhável procurar um veterinário.

Incentivar o consumo de água é fundamental. Uma boa alternativa é fornecer alimentos úmidos, seja em forma de sachê ou de lata. Se forem acostumados com petiscos, podem ser usados para entretenimento e para acalmá-los, mas vale atenção para o felino não exceder o consumo de calorias.

Conteúdo relacionado: