Veja dicas para cortar o pelo do cachorro em casa na quarentena

por Lívia Marra - Folhapress
   

O pelo do cachorro cresceu demais nesta quarentena? Fazer a tosa em casa pode colocar o animal em risco, mas com alguns cuidados é possível tirar aqueles pelinhos que caem nos olhos ou que incomodam o pet ao caminhar.

Reprodução/Pixabay

A falta de experiência, porém, pode ir além do corte torto e resultar em ferimentos. "Já vi casos de tutores cortarem sem querer a orelha do pet", diz Rodrigo Gomes, veterinário da clínica SPet junto à Cobasi Guarulhos Aniello Pratici.

Por isso, a regra número um é usar uma tesoura sem ponta. Maquininhas humanas não são recomendadas - e podem irritar a pele do animal.

Quão arriscado é cortar o pelo do pet em casa? Quais as consequências de uma tosa sem os devidos cuidados?

O grande risco para quem não tem experiência ou não consegue manter o pet quieto é, ao invés de cortar o pelo do animal, cortar a pele.

Além disso, ao usar uma tesoura com ponta próximo à região dos olhos, por exemplo, pode acontecer de perfurar o olho do animal. Já houve casos de tutores cortarem sem querer a orelha do pet também.

Em quais situações o tutor pode avaliar cortar o pelo em casa?

O tutor pode perceber uma extrema necessidade em cortar o pelo em casa quando o animal começa a escorregar ao andar por causa do pelo que nasce entre os coxins [as almofadinhas das patas] ou quando o animal não consegue enxergar direito por conta do pelo no olho. Nesse caso, o tutor pode considerar cortar o pelo em casa, mas com alguns cuidados.

Quais os principais cuidados?

Estabilizar a cabeça do animal. Pode pedir ajuda para uma segunda pessoa enquanto o tutor corta o pelo; utilizar uma tesoura sem ponta; prefira cortar com o pelo molhado, pois é mais fácil; não cortar rente à pele. Faça em pequenas camadas e coloque o dedo entre o pelo que irá cortar e a pele do animal.

É melhor usar tesoura ou máquina?

Para quem não tem experiência, [melhor] cortar com o pelo do animal molhado e utilizando uma tesoura sem ponta. As maquininhas humanas não conseguem cortar direito o pelo e ainda podem irritar a pele do animal.

Se o animal se irritar, faça o processo em duas etapas: comece e continue horas mais tarde ou mesmo no dia seguinte. Se o cachorro for agressivo, [é preciso] utilizar focinheira, pois além de ferir o tutor, o animal pode se ferir, mordendo a tesoura, por exemplo.

Caso o cachorro fique impaciente no meio do processo, como agir?

Uma forma de conter o animal é fazer o corte em lugar alto, como mesa ou máquina de lavar roupa, em que ele fique um pouco desconfortável com a altura, evitar fazer no chão, sofá ou cama. Peça ajuda para alguém segurar o pet, já que é melhor fazer o procedimento em dupla.

Passo a passo

O veterinário relata um passo a passo para corte nas principais situações:

• Pelo caindo nos olhinhos: Estabilize a cabeça do animal com ajuda de outra pessoa, e corte o pelo -que deve estar molhado- em pequenas camadas. Use tesoura sem ponta.

• Excesso de pelo nas patinhas: Também com tesoura sem ponta, corte o pelinho que fica entre os coxins, mas só o excesso.

• Orelhas - Rodrigo afirma que alguns tutores sentem a necessidade de cortar o pelo da orelha do animal, mas faz um alerta: "aqui o maior cuidado é não cortar a cartilagem". O procedimento é o mesmo, tesoura sem ponta e pelo molhado.

Conteúdo relacionado: