Ex-combatente da 2ª Guerra de 99 anos é curado da Covid-19

por Renato Onofre - Folhapress
   

O segundo-tenente da antiga FEB (Força Expedicionária Brasileira) Ermando Armelindo Piveta, de 99 anos, é uma das pessoas mais velhas a se recuperar da Covid-19 no Brasil.

Cb Estevam/CCOMSEx

O militar, que atuou na 2ª Guerra Mundial, estava internado no HFA (Hospital das Forças Armadas), em Brasília, desde 6 de abril e recebeu alta na tarde desta terça-feira (14).

Piveta apresentou os primeiros sinais do novo coronavírus em 23 de março. Até sua internação, ele foi acompanhado por médicos do HFA por meio de atendimentos feitos a distância, pela telemedicina.

Na véspera de ser internado, o militar foi diagnosticado com pneumonia. Foram oito dias de internação -dois deles na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Na saída do hospital, os profissionais da saúde formaram um corredor humano para aplaudir a recuperação do militar. Ele respondeu batendo continência.

De acordo com o Exército, Piveta é o brasileiro mais idoso a receber alta da Covid-19.

"Vencer essa batalha para mim foi maior do que vencer a guerra, porque essa é uma peste, como em 1918 [gripe espanhola], é mundial! Eu saí dessa. Para mim, foi uma luta tremenda, mais do que na guerra. Na guerra você mata ou vive. Aqui você tem que lutar para viver e eu saí dessa luta vencedor!", afirmou ele ao deixar o hospital à assessoria de imprensa do Exército.

A alta do ex-combatente ocorre 75 anos depois da Tomada de Montese, uma das mais famosas campanhas das tropas brasileiras na Itália durante a 2ª Guerra.

Em 2019, Piveta recebeu a Medalha da Vitória das mãos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A condecoração é concedida pelo Ministério da Defesa a combatentes que atuaram no conflito.

De acordo com o Exército, o militar serviu no 4º Regimento de Artilharia Montada durante a guerra. De depois de realizar treinamento em Dacar, no Senegal, atuou na defesa da costa brasileira até o final do conflito armado.

"Ele [Piveta] vence mais uma batalha, agora contra o novo coronavírus, recebendo alta no mesmo dia em que se comemoram 75 anos da 'Tomada de Montese', exitosa campanha das tropas brasileiras na Itália durante a Segunda Guerra Mundial", afirmou o Centro de Comunicação Social do Exército em nota.

Conteúdo relacionado: