Hospital Psiquiátrico de Maringá é interditado após surto do novo coronavírus

por Katna Baran - Folhapress
   

Após um surto do novo coronavírus, que já atingiu sete pacientes e 30 funcionários do Hospital Psiquiátrico de Maringá, noroeste do Paraná, a prefeitura decidiu interditar o estabelecimento. A partir desta segunda-feira (18), o hospital não recebe mais visitas nem pacientes.

Reprodução/Google Maps

Segundo a prefeitura, há 212 leitos ocupados na unidade e 50 pacientes permanecem isolados, pois entraram em contato com uma paciente que teria sido o vetor do contágio. Entre eles, seis já apresentaram exames positivos para a Covid-19. Outros 162 ainda serão testados.

A mulher, de 61 anos, diabética e com problemas cardiovasculares, está internada na UTI e permanece intubada. Natural de Cascavel, oeste do Paraná, ela teria levado a doença para o hospital, no dia 5 de maio, quando deu entrada na unidade psiquiátrica.

Trabalham no local cerca de 180 funcionários, dos quais 70 estão afastados e 60 já passaram por exames. Entre eles, 30 foram positivos para a Covid-19 - 18 maringaenses e 12 residentes em outras cidades.

O Hospital Psiquiátrico de Maringá é referência para problemas mentais e recebe pacientes de todo o Paraná. Segundo a prefeitura, medidas mais rigorosas de controle e prevenção estão sendo estudadas pelas administrações do hospital, do município e do estado.

Atualizada em 19/05/2020 às 10h15.

Conteúdo relacionado: