Paraná se oferece para receber recém-nascidos vindos de Manaus

por Redação Bonde com AEN-PR
   
Secom/Monastier

O Governo do Estado do Paraná se colocou à disposição para prestar assistência em saúde para 25 recém-nascidos que estão em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) em Manaus (AM). Foram disponibilizados 10 leitos no Hospital Infantil Waldemar Monastier e 15 no Hospital do Rocio, ambos Campo Largo.

O Estado da região Norte do Brasil sofre com a falta de oxigênio para os pacientes de Covid-19, doença que afeta justamente a capacidade de respiração.

LEIA MAIS: Venezuela diz que irá oferecer oxigênio ao Amazonas

O pedido de ajuda foi feito pelo Ministério da Saúde para a Secretaria de Estado da Saúde do Paraná na manhã desta sexta-feira (15) para leitos de UTI neonatal para 61 pacientes recém-nascidos. De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, o estado está se organizando para aceitar pacientes. "Recebemos com muita sensibilidade esse pedido para uti para os bebês. Nos mobilizamos de forma a ajudar humanitariamente esses pacientes com todas as condições que temos aqui”, disse o secretário Beto Preto.

O deslocamento dos pacientes recém-nascidos será de responsabilidade da cidade de Manaus. A partir desta sexta-feira (15), os leitos estão disponíveis para internamento dos pacientes.

.