Paraná segue sem registro de novos casos de sarampo

por AEN-PR
   

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta sexta-feira (3) o boletim semanal sobre o sarampo. O Paraná permanece há 70 dias sem novos casos da doença. O Ministério da Saúde preconiza que são necessários 90 dias sem registro de novas confirmações para que a situação de surto estadual seja encerrada.

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O informe desta sexta totaliza 3.357 notificações para a doença e apresenta uma diferença de 296 casos confirmados em relação ao boletim da semana anterior. Porém, a Coordenação de Vigilância Epidemiológica esclarece que estes casos fazem parte de investigações anteriores e que por isso não são contabilizados como novos.

A campanha de vacinação contra o sarampo teve o prazo estendido e segue até 31 de agosto, dirigida para adultos na faixa etária de 20 a 49 anos.

"Nossa recomendação é para que estes adultos busquem a vacina. Neste momento em que enfrentamos a pandemia da Covid-19 é importante que a população-alvo esteja imunizada. O sarampo é uma infecção grave, porém pode ser evitada com a vacina”, afirma o secretário da Saúde, Beto Preto.

O monitoramento do sarampo começou em agosto de 2019, quando foi confirmado o primeiro caso, em Campina Grande do Sul, após 20 anos sem registros da doença no Estado.

CALENDÁRIO VACINAL

Além da campanha nacional, com a imunização de grupos considerados prioritários, a vacina contra o sarampo também faz parte da rotina de vacinação de crianças, adolescentes e adultos, sendo aplicada na rotina das unidades de saúde.

A primeira dose deve ser recebida pelos bebês aos 12 meses e a segunda aos 15 meses.

Adolescentes e adultos até 29 anos precisam de duas doses para estarem protegidos, considerando o histórico vacinal.

Para os adultos de 30 e 59 anos, a indicação é para a avaliação vacinal e, caso a pessoa nunca tenha sido vacinada contra o sarampo, deve receber uma dose.

Conteúdo relacionado: