Paraná suspende cirurgias eletivas a partir de dezembro

por Redação Bonde
   
Geraldo Bubniak/AEN-PR

Quem precisar fazer procedimentos cirúrgicos não-emergenciais vai ter que esperar, pelo menos, até janeiro do ano que vem. Isso porque na tarde desta quinta-feira (27) a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) publicou um resolução que suspende por 30 dias a realização de cirurgias eletivas em todo o Paraná, valendo a partir do dia 1º de janeiro.

A medida é válida para hospitais da rede pública e privada em todo o estado e poderá ser estendida ou reduzida de acordo com a situação epidemiológica e a taxa de ocupação de leitos de UTI e enfermaria no estado do Paraná.

Entenda: Secretário de Saúde confirma tendência de aumento de casos de Covid-19 em Londrina

Os termos da resolução nº 1.412/2020 não se aplicam nem a procedimentos de cardiologia, oncologia e nefrologia e nem a exames e procedimentos que o médico prescrito entenda como urgentes ou necessários.

A justificativa para a medida é o crescimento agudo de casos confirmados de Covid-19 no Paraná e a crescente ocupação de leitos de UTI e enfermaria, conforme boletim diário vinculado ao Ministério da Saúde.

Conteúdo relacionado: