Prefeito divulga novas medidas de combate ao novo coronavírus em Londrina

por Redação Bonde
   

O prefeito Marcelo Belinati detalhou novas medidas no combate à Covid-19 em Londrina em uma live na manhã deste sábado (11). A transmissão teve a participação do médico pneumologista Alcino Cerci Neto, professor da UEL (Universidade Estadual de Londrina) e representante do CRM (Conselho Regional de Medicina) e do secretário de Saúde, Felippe Machado.

Reprodução/Facebook

As decisões foram divididas em três partes:

1 - prorrogando decreto de suspensão das aulas até o início do mês de maio, mas muito provavelmente vai se estender ainda mais. O decreto ainda vai ser publicado;

2 - ampliar as medidas de segurança com obrigatório o uso de máscara de contenção (de pano) para entrar em todos os locais em Londrina. Haverá prazo para adaptação;

3 - Higienização e desinfecção de superfícies de terminais, UPAs (Unidades de Pronto Atendimento).

Essas decisões ocorreram na quinta-feira (9), na última reunião do Coesp (Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública), grupo que analisa a situação da Covid-19 em Londrina.

Segundo o prefeito, o Coesp são as melhores cabeças de Londrina e do Paraná atendendo diretamente a pandemia. "É neste grupo que vamos embasar nossas decisões, todas baseadas na ciência", frisa.

O retorno às atividades em Londrina, conforme definiu o Coesp, será gradativo. Na quarta-feira (15), voltam indústrias e construção civil, com restrições e cuidados especiais. Na sequência, devem voltar prestação de serviços e comércio, no dia 20.

O prefeito reiterou novamente o pedido para grupos de risco e às pessoas de idade para que fiquem em casa.

Belinati informou também que a curva de contaminação em Londrina está em um grau de controle adequado. "Vamos buscar um caminho que seja menos danoso a todos, mas o que vai nortear as decisões é a medicina, a ciência".

Continue lendo na Folha de Londrina.

Conteúdo relacionado: