São Paulo ultrapassa a marca de 1 milhão de infectados pelo coronavírus

por Fábio Pescarini - Folhapress
   
Geraldo Bubniak/AEN

O estado de São Paulo ultrapassou neste sábado (3) a marca de 1 milhão de infectados pelo novo coronavírus, segundo boletim divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde, gestão João Doria (PSDB).

Segundo o governo, entre sexta (2) e este sábado foram confirmados mais 6.096 casos. Assim, no estado 1.003.429 já tiveram a Covid-19. De acordo com o balanço, 36.136 pessoas morreram por causa do novo coronavírus em São Paulo. Os dados foram atualizados às 14h.

Na noite de sexta, o Brasil chegou a 145.431 óbitos e 4.882.231 pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

Entre as pessoas que já tiveram confirmação a Covid-19 em São Paulo estão 467.753 homens e 529.557 mulheres. Não consta informação de gênero para 6.119 casos. A faixa etária que mais concentra infectados é a de 30 a 39 anos (236.840).

Em todos os municípios paulistas, ao menos um caso da doença foi confirmado. Somente na cidade de São Paulo, conforme boletim divulgado na noite de sexta pela Secretaria Municipal da Saúde, gestão Bruno Covas, 335.330 tiveram a doença. No município são 12.832 mortes confirmadas pela Covid-19. Na sexta, o prefeito afirmou que a capital está há 18 semanas seguidas com queda de óbitos.

Segundo o governo Doria, as taxas de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) são de 42,4% na Grande SP e de 43,7% no estado. "O número de pacientes internados é de 8.721 pessoas, sendo 4.974 em enfermaria e 3.747 em unidades de terapia intensiva, conforme dados das 11h deste sábado", diz nota do governo.

Na capital paulista, a taxa de ocupação de leitos de UTI em hospitais municipais ou contratados pela prefeitura para o novo coronavírus é de 36%. Na sexta, 468 pessoas estavam nestas unidades de terapia intensiva, sendo que 179 precisavam de ventilação mecânica.

Conteúdo relacionado: