Turismo religioso amplia economia de destinos brasileiros

por Ministério do Turismo
   

A partir desta sexta-feira (22) até o próximo domingo (24) será realizada a 4ª Romaria Nacional dos Profissionais de Turismo à Aparecida (SP). O evento ainda coincide com os festejos dos 300 anos da aparição da imagem de N. S. Aparecida, padroeira do Brasil, encontrada por pescadores, no rio Paraíba do Sul, em 12 de outubro de 1717.

Aparecida deverá encerrar o ano do tricentenário com 12 milhões de visitantes. A cidade e suas vizinhas são exemplos de municípios que vivem da fé que movimenta a economia local. Os serviços turísticos da região de Aparecida são voltados principalmente para o atendimento aos visitantes atraídos pelo maior santuário mariano do mundo, entre outros atrativos do Vale do Paraíba.

Reprodução/Embratur

O roteiro se estende por Cachoeira Paulista, onde um movimento de evangelização denominado Canção Nova, com forte atuação nas mídias sociais, atrai 1,2 milhão de visitantes por ano. Em Guaratinguetá, outros 600 mil turistas visitam o Santuário de Frei Galvão, anualmente.

Expotour Católica

Apesar do nome, católicos e não cristãos vão explorar casos de sucesso do turismo religioso num encontro nacional entre os dias 19 e 21 de outubro, em Mossoró (RN). A feira, que será realizada pela terceira vez, ajuda a divulgar os destinos de um mercado considerado promissor. O turismo religioso é um nicho pouco explorado pelos profissionais do turismo.

Segundo o coordenador da exposição, Manoel Sidnésio, entre os destinos que já marcaram presença nas duas edições anteriores, 15 deles, considerados os maiores ligados a fé cristã, recebem público anual estimado em 35 milhões de visitantes. "O Brasil conta com mais de 300 destinos religiosos e calendário de eventos com potencial turístico para ser explorado", destaca.