A QUEDA! AS ÚLTIMAS HORAS DE HITLER

   

A maior parte dos trabalhos do cineasta alemão Oliver Hirschbiegel foram feitos para a televisão, onde ele iniciou sua carreira em 1986. A estreia no cinema veio 15 anos depois com o longa A Experiência. No entanto, sua obra mais conhecida é, sem dúvida alguma, seu terceiro filme, A Queda! As Últimas Horas de Hitler, que ele dirigiu em 2004. Com roteiro de Bernd Eichinger, baseado nos livros de Joachim Fest, Traudl Junge e Melissa Müller, acompanhamos aqui, a partir do ponto-de-vista de Traudl Junge (Alexandra Maria Lara), secretária de Adolf Hitler (Bruno Ganz), os acontecimentos que o subtítulo nacional antecipa. De narrativa quase documental, Hirschbiegel refaz as horas finais do Führer confinado em um abrigo de segurança máxima e o faz a partir do depoimento da verdadeira Traudl Junge, constante do documentário Eu Fui a Secretária de Hitler, realizado em 2002 por André Heller e Othmar Schmiderer. A Queda causou certa polêmica ao apresentar o ditador nazista, magistralmente vivido por Bruno Ganz, humanizado em alguns momentos de interação com a secretária e com uma cozinheiro, por exemplo. Entendo que seja mais fácil e até esperado, retratá-lo sempre de forma monstruosa. Mas é justamente nessa abordagem proposta por Hirschbiegel que o filme ganha sua força. Uma curiosidade: uma cena em particular de A Queda ganhou inúmeras versões satíricas dubladas mundo afora e foi utilizada para os mais diversos fins, principalmente, com candidatos no período eleitoral.

A QUEDA! AS ÚLTIMAS HORAS DE HITLER (Der Untergang - Alemanha 2004). Direção: Oliver Hirschbiegel. Elenco: Bruno Ganz, Alexandra Maria Lara, Ulrich Matthes, Corinna Harfouch, Juliane Köhler, Heino Ferch e Christian Berkel. Duração: 156 minutos. Distribuição: Europa Filmes.