Futebol brasileiro negociou R$ 1,4 bilhão com o exterior em 2018

   

Relatório divulgado nesta sexta-feira (15) pela CBF mostra que os clubes brasileiros arrecadaram muito mais com a negociação de jogadores para o exterior do que para repatriar atletas para atuarem no país.

Os clubes do exterior gastaram R$ 1,443 bilhão para contratarem 792 jogadores que atuavam no futebol brasileiro. Por outro lado, 677 jogadores de várias partes do mundo foram trazidos para atuarem no Brasil, com um investimento de R$ 209 milhões.

Portanto, em tese, sobraram R$ 1,2 bilhão para os clubes brasileiros movimentarem o mercado local, seja no pagamento de dívidas, melhora da infraestrutura e na revelação de novos craques.

Venda de Paquetá ao Milan rendeu R$ 100 milhões aos cofres do Flamengo

Negociações como as saídas de Lucas Paquetá (Flamengo) para o Milan, Arthur (Grêmio) para o Barcelona e Paulinho (Vasco) para o Bayer Leverkusen ilustram bem este cenário.

Entre os jogadores contratados pelos clubes brasileiros, o maior destaque ficou para a chegada de Vitinho ao Flamengo. Para repatriar o atacante do futebol russo, o rubro-negro desembolsou mas de R$ 40 milhões.