Candidatura de Boca Aberta é indeferida por juiz eleitoral de Londrina

por Diego Prazeres - Editor de Política
   
Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O juiz da 41ª Zona Eleitoral de Londrina, Mauricio Boer, acatou os pedidos das coligações encabeçadas pelos candidatos Marcelo Belinati (PP) e Tiago Amaral (PSB) e indeferiu nesta quinta-feira (22) o registro da candidatura do deputado federal Boca Aberta (Pros) a prefeito de Londrina. As duas coligações moveram ação contra o registro da candidatura de Boca Aberta com o argumento de que o atual deputado teve o mandato de vereador cassado pela Câmara Municipal em 2017 por infração ético-parlamentar por ter violado o Código de Ética do legislativo municipal.

À época, os vereadores entenderam que Boca Aberta havia quebrado o decoro parlamentar ao promover uma vaquinha virtual nas redes sociais alegando que havia recebido multa administrativa por ter promovido as "blitze da saúde” em unidades de saúde do município. Boca Aberta assumiu o mandato de deputado federal em 2019 amparado por uma liminar, já que havia sido considerado inelegível pela Justiça Eleitoral por conta da cassação do mandato de vereador.

Na sentença, o juiz Mauricio Boer afirma que até que o indeferimento do registro de candidatura de Boca Aberto seja confirmado em instâncias superiores o candidato poderá continuar fazendo campanha.

Boca Aberta já informou que irá recorrer da decisão de primeira instância. Por telefone, o deputado disse à FOLHA que tem três dias para recorrer e que ele está confiante que vai ter a candidatura homologado e que irá concorrer à prefeito de Londrina. "Aconteceu a mesma coisa na minha campanha para deputado e hoje eu estou aqui, deputado", afirmou.

LEIA MAIS: Associação de magistrados reage a críticas de Boca Aberta contra juiz eleitoral

.

Conteúdo relacionado: