Veja estas dicas para renovar a casa durante a quarentena

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   

É fato que a casa ganhou um novo significado durante esse período, mudando a perspectiva dos moradores. Ao invés de ser apenas um lugar para pousar e dormir, se transformou em um espaço onde as pessoas vivem em sua plenitude, exercendo todas as funções de um dia completo: descansam, trabalham, se alimentam, praticam exercícios e aproveitam os momentos de lazer e relaxamento.

Divulgação

Sendo assim, torná-la mais aconchegante e funcional virou sonho de consumo. Com toda atenção voltada para o lar, o desejo de mudar a decoração, sem a intervenção por grandes reformas, ecoa e pode modificar completamente o astral de um ambiente.

Porém, antes de sair por aí trocando tudo, é essencial fazer um planejamento. Com o comércio funcionando de forma online, as compras precisam ser mais estudadas e programadas - inclusive no aspecto financeiro.

Imbuída nessa missão, a arquiteta Isabella Nalon reuniu algumas dicas. "Afinal, o importante é sentir-se bem na sua casa. O caminho é descobrir a decoração que o morador mais se identifica”, conta.

Confira as mudanças possíveis em cada ambiente a seguir:

1) Cozinha cheia de alegria:

O cômodo mais delicioso da casa deve combinar com a personalidade e o estilo de vida dos moradores. Sem mexer na estrutura, ‘brincar’ com os elementos e investir em quadros, gravuras e objetos é uma forma de transformar com alegria o ambiente.

Isabella Nalon ensina que em uma cozinha com parede branca há sim muito potencial! "Nesse projeto, vestimos as paredes com quadros que foram garimpados em diversas lojas. O estilo assimétrico contribuiu para a essência despojada que procuramos para o ambiente”, revela.

Frases motivacionais, palavras positivas e até uma lousa de recados ajudaram a compor a superfície. Além disso, móveis coloridos, como o volante azul petróleo e as banquetas caramelo, deixaram o local ainda mais moderno.

2) Sala do bem estar:

A sala de estar, por ser o ambiente mais frequentado do imóvel, precisa acolher, refletir o modo de vida e jeito de ser dos moradores. Nesse momento, o ideal é rever o que existe ou aquilo que falta. "Uma vez definido o que realmente se quer e gosta, é hora de buscar o que trará completude ou mesmo reposicionar móveis e objetos de maneira funcional para o dia-a-dia”, recomenda a profissional.

3) Hora de relaxar:

O dormitório, que nos recebe para os momentos de profundo relaxamento, também precisa de atenção! Depois de escolher minuciosamente os itens que serão descartados e aqueles que permanecerão, chegou o momento de redecorar. "Costumo dizer para meus clientes que muitos objetos contam com o seu momento de vida. Devemos rever nossos objetos, alguns por não estarem mais em boas condições e outros por não responderem mais por nosso momento atual de vida. E isso está tudo bem! Mas nem tudo deve ser jogado fora, já que alguns têm história e podemos dar a eles um novo significado”, reflete a arquiteta.

Essa reflexão vem acompanhada da percepção sobre aquilo que falta para o bem-estar no quarto, como uma cabeceira ou pufe para acompanharem a cama, mais iluminação ou outros itens menores para o décor como luminária de leitura, um enxoval novo para a cama, almofadas porta-retrato, velas, quadros, espelhos e até um tapete.

4) Mais uma dica importante:

Mesmo com um passo a passo descomplicado, pode ainda aparecer dúvidas sobre as decisões a serem tomadas. Assim, a contratação de uma consultoria online dedica a atenção de um profissional que compreenderá os anseios do cliente e traduzirá em um projeto super bem orientado.

Projeto 3D, encontros virtuais e uma relação com as sugestões de produtos a serem comprados fazem com que o morador se sinta confiante e coloque em prática - e no lugar - a renovação. "Tudo para permitir que o morador possa realizar o sonho de redecorar um cantinho da casa, mesmo durante a quarentena, e possa ressignificar a sua relação com o lar”, finaliza Isabella Nalon.

Conteúdo relacionado: