Pugliesi perde apoio de marcas após festa durante pandemia

por Folhapress
   

Várias marcas de produtos que mantinham parceria comercial com Gabriela Pugliesi, 33, romperam com a influenciadora depois que ela postou, em suas redes sociais, imagens de uma reunião com amigos promovida em sua casa, na noite de sábado (25).

Reprodução / Instagram

A festa, ocorrida em meio à pandemia do novo coronavírus, fez com que Pugliesi recebesse uma enxurrada de críticas de anônimos e famosos. Ela chegou a pedir desculpas e declarou estar arrependida. Apesar disso, também em postagens nas redes sociais, as marcas preferiram se desvincular da imagem da influenciadora, conhecida por divulgar um estilo de vida saudável.

O Grupo Hope, por exemplo, afirmou que as atitudes que estejam em desacordo com o distanciamento social e apoio da superação à pandemia não são apoiadas. "Estamos suspendendo as atividades de qualquer parceiro que não adote tais medidas", divulgou a marca de roupas.

A Mais Pura, de snacks, anunciou a suspensão da parceria com Pugliesi e declarou ter sido surpreendida com o acontecimento.

"Ressaltamos que não concordamos de forma alguma com o que houve e deixamos claro que sempre seguimos todas as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) no combate à Covid-19".

Outras marcas que anunciaram o rompimento com parceiros que não seguem as recomendações da OMS foram a Desinchá e a Livup.

Nas redes sociais, a Livup, de alimentação saudável, declarou não apoiar atitudes que coloquem em risco a saúde e o bem-estar de qualquer pessoa.

"Sendo assim, suspendemos todas as ações previstas e programadas com a influenciadora e manteremos postura semelhante com qualquer outro parceiro ou situação similar", postou.

A Kopenhagen declarou não concordar com a postura da influenciadora e informou que o contrato com ela era pontual e foi encerrado em março, sem intenção de renovação.

"Desde o início do decreto de pandemia da Covid-19, a Kopenhagen vem seguindo as orientações da OMS e tomando todas as medidas necessárias para preservar a saúde dos nossos colaboradores, parceiros e consumidores", escreveu em um stories a marca de chocolate.

A Fazenda Futuro, produtora de carne de plantas, adotou linha parecida com a da Kopenhagen. Também pelas redes sociais, a marca informou que segue as recomendações da OMS em relação ao coronavírus e disse ser contra quem tem atitudes prejudiciais às pessoas.

"Lamentamos que tais atitudes partam de parceiros que, ocasionalmente, acionamos no passado. Apesar de não ter nenhum contrato vigente no momento, nos comprometemos em rever todas as possíveis ações com os nomes envolvidos".

Pugliesi confirmou que contraiu o novo coronavírus em março, após a festa de casamento de sua irmã na Bahia. Vários convidados apresentaram sintomas depois do evento, inclusive a cantora Preta Gil, 45, e a influenciadora Shantal Verdelho e seu filho, Filippo, de apenas um ano.

Conteúdo relacionado: