'Matrix' é metáfora sobre aceitação e transição de gênero, diz diretora

por Folhapress
   
Reprodução

"Matrix" é uma metáfora sobre aceitação e transição de gênero. Quem diz isso é uma das diretoras do longa, Lilly Wachowski, 52, que se assumiu como mulher trans anos após o lançamento do filme, mesmo processo pelo qual passou sua irmã, Lana, que também foi diretora da película.

"Fico feliz que tenham descoberto que essa era nossa intenção original. Tudo era sobre o desejo de transformação", disse Lilly em entrevista ao canal do YouTube da Netflix, emendando que não admitiu o significado real do filme à época do lançamento porque "o mundo corporativo não estava pronto" para isso.

Lilly disse ainda que via como positivo o fato de estarem falando sobre a narrativa trans presente nos longas da trilogia "Matrix". "Eu amo como esses filmes são significativos para as pessoas trans e a maneira como eles vêm até mim e dizem: 'Esses filmes salvaram minha vida'".

Com a repercussão, a plataforma de streaming usou o Twitter na quinta-feira (6), para esmiuçar o assunto, por meio de uma thread. "Por anos, os fãs de 'Matrix' discutiram o filme por meio de lentes trans. Se você já ouviu essa teoria antes ou acabou de aprender sobre ela, aqui está um tópico explicando a metáfora trans do filme com a ajuda de escritores e críticos trans", inicia a história que se desenrola por tweets sequenciais.

"Neo tem disforia. A Matrix é o binário de gênero. Os agentes são transfobia", resume a escritora Andrea Long Chu, no livro "Females". Isso significa que as dúvidas que surgem na mente de Neo - de ser socializado com um gênero que não está de acordo com sua verdadeira identidade de gênero -são muito parecidas com a experiência vivida por muitas pessoas trans.

A conscientização de Neo acontece com a transição de Thomas A. Anderson, identidade pela qual é conhecido até aquele momento, para Neo, aquela que ele esculpe para si mesmo. "Interessante notar como o Agente Smith apenas se refere a Neo como seu apelido, Sr. Anderson, com uma ênfase persistente no 'senhor'" como destacou em 2016 Eleanor Lockhart, professora da Rowan University.

A longa thread se encerra com uma mensagem de apoio da Netflix ao trabalho das diretoras em "Matrix". "Lilly e Lana Wachowski nos deram um dos filmes mais influentes, duradouros e celebrados de todos os tempos. Por meio de "Matrix", elas deram às pessoas trans a possibilidade de um mundo cinematográfico sem fronteiras ou limites. Um mundo onde tudo é possível", concluiu a plataforma.

"Matrix 4" trará o retorno de Keanu Reeves, como Neo, e Carrie-Anne Moss, vivendo Trinity. Além deles, estão confirmados no elenco: Yahya Abdul-Mateen II, Neil Patrick Harris e Jessica Henwick. Dirigido e roterizado por Lana Wachowski, o longa tem previsão de estreia para 1º de abril de 2022.

Conteúdo relacionado: