Fluminense e Palmeiras empatam em jogo de pouca emoção no Maracanã

por Folhapress
   
Cesar Greco / Palmeiras

Fluminense e Palmeiras empataram nesta quarta-feira (12) por 1 a 1 no Maracanã, em jogo com poucas emoções, válido pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Luiz Adriano e Evanílson fizeram os gols da partida, ainda na primeira etapa. Com apenas uma finalização a gol de cada lado, chamou a atenção o número de faltas no duelo: 51.

O time tricolor chega com o resultado ao primeiro ponto na competição, já que foi derrotado pelo Grêmio na primeira rodada. O Palmeiras também tem um ponto, mas estreou no torneio -a partida contra o Vasco, marcada para o domingo passado (9), teve de ser adiada por causa da final do Campeonato Paulista.

Os times voltam a atuar pelo Brasileiro no fim de semana: o Palmeiras recebe o Goiás, sábado (15), às 21h30, no Allianz Parque, enquanto o Fluminense duela com o Internacional, domingo (16), às 18h, novamente no Maracanã.

Autor do gol do Palmeiras na final do Campeonato Paulista, Luiz Adriano abriu o placar no Maracanã em uma jogada rápida, a partir do desarme de Vitor Hugo em Fred, aos 14 minutos. Foi oitavo gol do camisa 10 na temporada, e ele agora divide a artilharia alviverde em 2020 com Willian.

O centroavante foi um dos cinco jogadores mantidos na equipe em relação aos titulares no dérbi de sábado contra o Corinthians e teve participação decisiva mais uma vez. Por pouco, não marcou também na etapa final - seu chute de perna esquerda saiu rente à trave de Muriel.

No ataque tricolor, Fred não teve a mesma sorte. Recuperado de uma cirurgia no olho, ele voltou com a expectativa de resolver os problemas ofensivos do Fluminense, mas sua atuação foi discreta e durou pouco: aos 32 minutos, o atacante sentiu um incômodo e deu lugar a Marcos Paulo.

A troca, ainda que fora dos planos, tornou o time tricolor mais perigoso. O camisa 11, inclusive, teve participação decisiva no empate: o toque de cabeça iniciou a jogada do gol de Evaníson. Marcos tornou-se com isso o líder em assistências da equipe na temporada: são cinco.

Vanderlei Luxemburgo decidiu colocar seis novos jogadores (Jailson, Luan, Vitor Hugo, Bruno Henrique, Raphael Veiga e Rony) no Palmeiras para que a equipe mantivesse o fôlego quatro dias depois de conquistar o Paulista. A ideia, porém, não surtiu efeito. A atuação alviverde foi arrastada, mesmo saindo em vantagem. Com o meio-campo espaçado, o time alviverde não foi bem no primeiro tempo. Após o intervalo, até ficou mais com a bola, mas sem grande perigo.

Enquanto isso, Evanílson foi o brilho solitário do opaco Fluminense em campo. Assim que reassumiu a condição de centroavante da equipe com a lesão de Fred, o camisa 99 precisou de uma chance e apenas seis minutos para balançar as redes em um lance clássico dos jogadores da posição: matada, proteção de bola e finalização certeira. Foram dos pés dele que saíram as principais jogadas de perigo do time de Odair Hellmann.

OS PIORES

Contratado após longa novela no começo da temporada, Rony ainda não embalou no Palmeiras. O camisa 11 foi titular no Palmeiras, mas criou pouco perigo. Em 12 jogos na temporada, o ex-jogador do Athletico ainda não conseguiu marcar e acabou substituído na etapa final.

O veterano Nenê não vive mesmo boa fase após a retomada do futebol. O meia de 39 anos, mais uma vez, viveu apenas alguns lampejos da técnica refinada que possui. Ainda sem encontrar o melhor futebol na nova função que exerce no Fluminense, o camisa 77 bem que tentou, mas errou muitos passes, atrasou contra-ataques e, se o jogo tivesse público, irritaria a torcida no Maracanã.

FLUMINENSE

Muriel; Igor Julião, Luccas Claro, Nino, Egídio; Dodi, Yago Felipe (Ganso), Michel Araújo, Nenê (Luís Henrique); Evanílson (Wellington Silva), Fred (Marcos Paulo). T.: Odair Hellmann

PALMEIRAS

Jailson; Marcos Rocha, Luan, Vitor Hugo, Viña; Bruno Henrique (Ramires), Gabriel Menino (Patrick de Paula), Raphael Veiga (Lucas Lima); Zé Rafael (Gustavo Scarpa), Rony (Willian), Luiz Adriano. T.: Vanderlei Luxemburgo

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro

Juiz: Rafael Traci (Fifa/SC)

Cartões amarelos: Fred, Wellington Silva (Fluminense); Luan, Rony, Gustavo Scarpa (Palmeiras)

Gols: Luiz Adriano, aos 14min do primeiro tempo (Palmeiras); Evanílson, aos 38min do primeiro tempo (Fluminense)

Conteúdo relacionado: