Conheça as recomendações para a produção de máscaras caseiras

por Caroline Knup - Estagiária*
   

As máscaras de tecido são uma importante barreira de prevenção à contaminação pela Covid-19. Em muitas cidades do país, o uso dessas peças é obrigatório em espaços públicos, como ônibus, praças e lojas. Em Londrina não é diferente: a população é obrigada por lei a usar máscaras de proteção desde 15 de abril deste ano. O descumprimento da regra pode levar ao pagamento de multa.

Reprodução/Pixabay

Para que as máscaras sejam eficientes no combate à infecção, é necessário que sejam confeccionadas com cuidados. Por isso, o Governo do Paraná, por meio das redes sociais, elencou as principais recomendações para a produção.

O primeiro passo para confeccionar as máscaras é cuidar da higiene do ambiente. Para isso, é preciso que a artesã ou costureira limpe as superfícies com álcool em gel 70%. Além disso, as peças devem ser produzidas com dupla camada de tecido. Os tecidos mais indicados são algodão e TNT (Tecido Não Tecido).

A terceira recomendação se refere às medidas da máscara, que devem ser adaptadas ao tamanho e ao formato de rosto.

Veja abaixo todas as recomendações para produzir máscaras seguras e eficientes para a prevenção do novo coronavírus:

*Sob supervisão de Larissa Ayumi Sato.

Conteúdo relacionado: