Estrogonofe de Polvo

   

Olá, pessoal!

Tudo bem?

A receia de hoje é deliciosa e também é muito fácil de se fazer.

O polvo (nosso ingrediente da semana) é um molusco muito interessante. Para começar, ele não tem esqueleto (diferente, portanto, das lulas, que têm esqueleto interno). O nome vem do grego polipos (muitos pés). É um dos principais produtos da indústria pesqueira portuguesa e é consumido ao redor do mundo inteiro. No Japão, por exemplo, é consumido em diversos pratos (inclusive como sashimi, delicioso). Na Coreia, chegam a consumir pequenos polvos vivos (essa experiência, para falar a verdade, eu passo, viu...). No Mediterrâneo o polvo também é bastante consumido em uma série de pratos muito interessantes (e, com o tempo, a gente traz mais algumas receitas para cá).

O sabor e a textura são verdadeiramente deliciosos, quando o polvo é bem preparado.

E aí é que está o problema. Se o polvo não for cozido de forma adequada, ele vai ficar "emborrachado", e aí a experiência é bem ruim. Para garantir uma boa textura (o polvo no ponto fica praticamente derretendo) é necessário paciência: bastante tempo e fogo bem baixo.

Essa receita de hoje a Dani e eu experimentamos em Natal, e já fazia um tempão que a gente falava de reproduzi-la em casa. Acertamos em cheio no ponto de cozimento e no equilíbrio dos ingredientes, e o resultado ficou, realmente, surpreendente.

Aqui em Londrina, nós compramos os tentáculos de polvo na Nipopesca. Tudo já limpinho, com opções variadas de peso, por um preço bem razoável. Economiza o trabalho de você pegar o polvo inteiro, e precisar passar por todo o processo de limpeza.

As quantidades abaixo servem duas pessoas. Quando você for planejar, leve em conta que, durante o cozimento, o polvo reduz consideravelmente o volume.

Vamos lá!

Ingredientes:

600g de tentáculos de polvo

100g de champignons

1/2 sachê de molho de tomate

1/2 caixinha de creme de leite

1/2 cebola picadinha

2 dentes de alho picadinhos

1 colher (chá) de molho inglês

2 colheres (sopa) de catchup

sal temperado

azeite

Modo de Fazer:

Coloque o polvo, com água (deixe coberto por uns quatro dedos de água), na panela de pressão. Leve ao fogo, quando pegar pressão, abaixe o fogo e conte 50 minutos.

Passados os 50 minutos, apague o fogo, tire a pressão e abra a panela. Tire o polvo da água, com a ajuda de um garfo ou de uma espátula pequena (para não queimar a mão), tire, delicadamente, o excesso da pele escura que recobre os tentáculos de polvo. Pique em pedaços e reserve.

Coloque a cebola e o alho para refogar em um fio generoso de azeite.

Quando a cebola e o alho estiverem refogados, abaixe o fogo e adicione o polvo e o champignon. Junte também o sal temperado, a gosto. Vá mexendo às vezes, para não deixar grudar, e deixe refogar, também.

Quando o polvo estiver refogado, junte o molho inglês e o catchup, e mexa.

Quando borbulhar, junte, também, o molho de tomate.

Assim que levantar fervura, apague o fogo, junte o creme de leite e misture bem, para deixar uniforme.

Está pronto!

E fica delicioso!

Nós servimos acompanhado de arroz branco, batata palha, e de um bom vinho português!

Como sempre, estão todos convidados a participar e também a curtir nossa fanpage para ficar sempre a par das novidades que a gente traz para cá, e também de outras notícias que a gente compartilha apenas por lá mesmo.

Um abração e "inté",

Thiago "Virgulino"