Ed Motta coloca coleção de 400 vinis à venda por mais de R$ 500 mil

por Folhapress
   

O cantor Ed Motta resolveu colocar à venda em um site estrangeiro parte de sua extensa coleção de discos em vinil. Ao todo, são 417 discos que ele anunciou no site e o valor chega aos R$ 500 mil. Cada vinil tem preço estipulado pelo próprio Motta, que no site usa o nome de Olrik.

Reprodução / Instagram

O disco mais caro anunciado por ele ultrapassa os R$ 45 mil e é Coisas, de Moacir Santos, lançado em 1965. O álbum foi adquirido em mãos e, por isso, recebe um valor superior a outros iguais disponíveis.

Ao site da revista Quem, Valeria Macedo, empresária do cantor, confirmou que ele é o usuário que atende pelo nome de Olrik. Ela explica que ele faz parte de uns grupos de vinil no Japão e que começou a vender alguns itens. São discos que ele têm cópia ou aqueles que não tem mais o hábito de ouvir. Um desses discos, Burnier & Gartier, está autografado e vale mais de R$ 7 mil.

Alguns outros discos têm preço inferior. O EP Km 110, de Hareton + Meta, está à venda por R$ 21.253,84. Há outros discos mais baratos, mas Motta aposta na qualidade e no cuidado com o material para vender mais caro. Outro exemplo é o primeiro disco do Quarteto Novo, de 1967. No site aparece pelo valor de R$ 3.577,40.

Motta tem mais de 30 mil discos catalogados em sua coleção.

Conteúdo relacionado: